Publicidade

Cuiabá, Terça-feira 04/08/2020

Economia - A | + A

R$ 5,8 bilhões de investimentos 28.11.2019 | 10h11

Renovação da concessão da Malha Paulista garante expansão da ferrovia em MT

Facebook Print google plus

Tchélo Figueiredo Secom-MT

Tchélo Figueiredo Secom-MT

A renovação antecipada da concessão ferroviária da Malha Paulista, que vai de Santa Fé do Sul (SP), quase na divisa com o Estado do Mato Grosso do Sul, até o Porto de Santos, em São Paulo, vai beneficiar diretamente Mato Grosso.

 

Isso porque a empresa Rumo Logística, responsável pela ferrovia no Estado, confirmou ao governador Mauro Mendes (DEM) os investimentos na ampliação do modal ferroviário mato-grossense após a ter sinal verde quanto à continuidade da concessão paulista, com a chegada dos trilhos até Cuiabá.

 

Leia também -  Especialista dá dicas para consumidor não cair em armadilha

 

“Essa antecipação da prorrogação dá segurança jurídica para que a concessionária possa investir nas nossas ferrovias, trazendo os trilhos até a nossa Capital e também para as cidades de Lucas do Rio Verde e Nova Mutum”, avaliou o chefe do Executivo de Mato Grosso.

 

 

O contrato da Rumo, que venceria em 2028, será renovado por mais 30 anos e valerá até 2058, conforme decisão do Tribunal de Contas da União (TCU). A renovação também garantirá a manutenção do escoamento da produção agrícola e industrial de Mato Grosso, hoje todo feito via malha paulista.

 

Segundo o ministro do Transportes, Tarcísio Gomes de Freitas, a renovação antecipada da concessão ferroviária garante, de uma só vez, R$ 5,8 bilhões de investimentos em 5 anos. "É emprego na veia, é nossa engenharia crescendo e de quebra mais R$ 2,2 bilhões arrecadados em outorga Estado", postou no twiter  

 

Durante encontro com o governador Mauro Mendes, ocorrido em outubro deste ano, o diretor da Rumo, Guilherme Penin, adiantou que a previsão da empresa para os próximos 5 anos, com a renovação da “Malha Paulista”, é investir até R$ 15 bilhões na ampliação e melhorias da malha ferroviária. Parte desse montante será aportado em municípios mato-grossenses.

 

O planejamento da empresa é de levar os trilhos da ferrovia para as cidades de Cuiabá, Lucas do Rio Verde e Nova Mutum. Ao todo, o projeto prevê a construção de três novos terminais para o transporte da produção agrícola e industrial.

 

Mais logística

De acordo com o secretário de Infraestrutura e Logística do Estado, Marcelo de Oliveira, a notícia quanto à malha ferroviária paulista é muito importante não só porque facilitará o escoamento da produção agrícola e industrial, mas devido ao fato de possibilitar à secretaria programar os investimentos em rodovias com foco em regiões cortadas pelas ferrovias.

 

“A Sinfra vai poder fazer o planejamento de investimentos em estradas onde estão grandes produções agrícolas. Essa notícia é muito importante e alvissareira porque nos deixa com a responsabilidade muito grande de trabalhar com foco onde estarão localizados os grandes terminais ferroviários, melhorando a logística de Mato Grosso”, afirmou ele.

 

Matriz de transporte

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, afirmou que a renovação da concessão da Rumo representa um grande avanço na diversificação da matriz de transportes de cargas do Brasil.

 

“Estamos dando o primeiro e definitivo passo para viabilizar o planejamento de investimentos cruzados, uma parte significativa de uma estratégia para o governo ampliar a participação ferroviária na matriz de transportes do Brasil”, afirmou. (Com informações da assessoria)

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Após a reabertura dos shoppings, você voltou a frequentar como antes da pandemia?

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 04/08/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,00 2,04%

Algodão R$ 91,78 0,12%

Boi a Vista R$ 130,84 1,03%

Soja Disponível R$ 64,80 0,15%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.