Publicidade

Cuiabá, Sábado 21/09/2019

Esporte - A | + A

Goleiro bicampeão 02.03.2019 | 11h40

Filho de Gylmar reage a pesquisas e alega que Cássio tem deficiências técnicas

Facebook Print google plus

Allan Morici/Estadão

Allan Morici/Estadão

Após duas defesas em cobranças de pênalti contra o Racing, na primeira fase da Copa Sul-Americana, o goleiro Cássio passou a ser exaltado em enquetes como o melhor goleiro da história do Corinthians.

 

Claro que as defesas são realçadas pela história do jogador no clube, com a conquista de sete títulos em oito temporadas no Corinthians.Mas nem todos acham que Cássio foi o maior no clube. 

 

"Acho um absurdo realizar pequisas desta maneira na Internet. A grande a maioria que vota é formada por jovens que estão acompanhando apenas este momento. Não se informaram sobre o feito dos outros participantes, entre eles meu pai", critica Marcelo Izar Neves, filho de Gylmar dos Santos Neves, goleiro bicampeão mundial pela seleção brasileira (1958 e 1962) e que fez história no Corinthians. 

 

Empresário ligado ao marketing esportivo, Marcelo Neves se mostra incomodado com a situação. A queixa do filho se baseia no currículo de Gylmar como goleiro.

 

"É incomparável a qualidade dele com a de outros goleiros de outros tempos no clube. Ele é o único goleiro bicampeão mundial por uma seleção. Não quero desmerecer o Cássio. Mas são nítidas algumas deficiências técnicas dele. Cássio fez parte de grandes momentos, salvou o time em algumas ocasiões e ficou marcado por isso neste momento. Mas não é suficiente para alcançar o que Gylmar fez na carreira. Infelizmente o Brasil é um país sem memória", lamentou.

 

Em outra época, Gylmar jogou entre 1951 e 1961 no Corinthians e entre 1962 e 1969 no Santos. Fez 93 jogos pela seleção brasileira. Além de bicampeão mundial com o Brasil, o goleiro também ganhou o bi mundial pelo Santos (1962 e 1963). No Corinthians, levantou os troféus do Torneio Rio-São Paulo de 1953 e 1954.

 

Os títulos de mais destaque, porém, foram dois: a Pequena Taça do Mundo, em 1953, e o Paulistão de 1954. A Pequena Taça do Mundo foi vista na época como algo similar a um Mundial interclubes. O torneio, disputado na Venezuela, teve a participação de Roma, Barcelona e Caracas. Já o Estadual de 1954 ganhou projeção por ter sido disputado no ano do IV Centenário da cidade de São Paulo.

 

 

Comparação com Cássio

 

Sobre o fato de Cássio ter sido considerado o melhor para o clube, independentemente de outros feitos fora dele, Neves também contesta.

 

"O Gylmar também tem grandes feitos pelo Corinthians. O título do IV Centenário era muito importante e tem repercussões até hoje, assim como o da Pequena Taça do Mundo. Além disso, ele foi considerado várias vezes - tendo recebido prêmios - o melhor goleiro da história do Corinthians, do Santos e, mais do que isso, de todos os tempos. Do ponto de vista técnico, não há comparação."

 

 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

GD

GD

Enquete

Para você, o que é uma família?

Parcial

Edição digital

Sábado, 21/09/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 26,00 -0,19%

Algodão R$ 95,29 -1,04%

Boi a Vista R$ 127,30 -0,16%

Soja Disponível R$ 65,10 0,00%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.