Publicidade

Cuiabá, Segunda-feira 17/02/2020

Esporte - A | + A

atacante 10.02.2020 | 15h52

Fred processa o Cruzeiro. E é processado pelo Atlético. Surreal

Facebook Print google plus

Bruno Hadda/Cruzeiro

Bruno Hadda/Cruzeiro

Situação surreal.

 

Aos 36 anos, caminhando para o final de carreira, Fred volta a ser personagem.

 

Não figura mais, há muito tempo, como o atacante efetivo, que foi.

 

Ele não sai das manchetes de jornais mineiros por conta de processos na justiça.

 

O jogador de 36 anos já foi processado pelo Atlético Mineiro. O clube quer R$ 10 milhões por ele ter trocado a Cidade do Galo pela Toca da Raposa, e ir atuar no Cruzeiro.

 

Leia também - Brasil bate Argentina e garante vaga no futebol dos Jogos Olímpicos

 

A Câmara Nacional de Resoluções de Disputas deu razão ao Atlético Mineiro. Mas os advogados do jogador conseguiu travar a resolução. Entraram com uma liminar, na 13ª Vara Trabalhista de Minas Gerais, em novembro de 2019.

 

A questão ainda não foi resolvida.

 

O presidente do Atlético Mineiro, Sérgio Sette Câmara, também processa o atacante. Ele alega que "foi lesado moralmente, teve sua imagem, honra, dignidade e, principalmente, credibilidade profundamente abaladas – publicamente – com grande repercussão na mídia".

 

Por conta de declarações do jogador, ao final da conquista do título mineiro de 2019, logo após ter marcado o gol decisivo, de pênalti.

 

"Todo mundo ouviu as entrevistas do (Sérgio) Sette Câmara (presidente do Atlético-MG) quando eu saí. Saí escorraçado.

 

"Ficou aumentando valores na imprensa, falando que não valia a pena (mantê-lo no elenco). Fui escorraçado covardemente por ele.

 

"Não tenho ressentimentos, mas na hora da explosão (da comemoração) a gente procura ele para dar uma olhada.

 

"Fui escorraçado, mas foi a primeira vez que caí para cima. Saí de lá para vir para o Cruzeiro", desabafou Fred.

 

Por suas palavras, corre este processo na justiça.

 

Ainda não foi solucionado.

 

E para deixar a vida jurídica do jogador mais complicada, ele decidiu processar o Cruzeiro, seu atual time.

 

Ele pede R$ 27 milhões por atrasos nos salários, luvas, bônus, premiações, adicionais por produtividade.

 

O jogador vinha conversando amigavelmente com os dirigentes do clube que caiu para a Segunda Divisão.

 

Mas Fred resolveu resguardar seus direitos.

 

O jogador já teve contatos com a direção do Fluminense.

 

Pretende atuar no clube carioca.

 

Mas antes precisa se livrar dos seus processos.

 

A cúpula cruzeirense está revoltada com a postura do jogador.

 

E pensa legalmente o que fazer contra ele.

 

Fred recebe entre salários e bônus, R$ 800 mil mensais...

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Carnaval deve ser um espaço de críticas sociais e políticas?

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 17/02/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 21,70 -0,46%

Algodão R$ 92,97 -0,23%

Boi a Vista R$ 128,00 0,00%

Soja Disponível R$ 62,70 -1,88%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.