Publicidade

Cuiabá, Sexta-feira 18/09/2020

Esporte - A | + A

Levantou suspeitas 12.08.2020 | 08h47

Goleiro Bruno sobre filho com Eliza: 'Temos que ver resultado do DNA'

Facebook Print google plus

Reprodução/Internet

Reprodução/Internet

O ex-goleiro do Flamengo, Bruno, condenado a 22 anos e 3 meses de prisão pelo assassinato da modelo Eliza Samudio, levantou dúvidas sobre a paternidade do filho Bruninho. No comentário de uma foto em que aparece com a filha de 3 anos, ele disse que precisaria 'saber o resultado do DNA' para ter certeza da relação com o filho de Eliza. Bruno cumpre pena em regime semiaberto e, nas últimas semanas, negociou com o clube Rio Branco, do Acre, para voltar a jogar futebol.

 

Bruninho é filho da modelo Eliza Samudio, que sempre afirmou que o menino é filho do atleta.

 

Leia também - Cuiabá bate o América de MG fora de casa e segue invicto

 

Hoje, com 10 anos, ele mora com a avó materna, que obteve a guarda definitiva do jovem em 2012.

 

Em entrevista ao site ContilNet, Bruninho disse, através de um áudio enviado pela avó que: “No mínimo ele deveria ficar em prisão perpétua, porque eu acho uma sacanagem tirar a vida de um ser humano. Não existe nenhum motivo que explique isso. Nenhum”.

 

A avó disse, ainda em entrevista, que recebeu a notícia da contratação de Bruno pelo Ria Branco com muita tristeza. "Não sou contra o Bruno Fernandes trabalhar, mas que exemplo dará aos jovens quando perguntarem quem é Bruno Fernandes? Aquele que mandou matar a Eliza e tentou fazer o mesmo com seu filho”, completou.

 

A foto, publicada por Bruno no dia dos pais, vinha a companhada da legenda "Que saudade que eu estou de vc minha princesinha.. nos veremos em breve . Papai foi trabalhar, mas te ama muito. ❤️ saudades.."

 

Esta não é a primeira vez que Bruno se envolve em polêmicas neste ano. Em junho, ele estrelou uma campanha publicitária de um canil.

 

Um mês depois ele assinou contrato com o Rio Branco Football Club, da capital acreana, que disputará a Série D do Brasileirão em 2020.

 

Bruno foi condenado em 2013 a 20 anos e nove meses de prisão pela morte e sequestro de Eliza Samudio.

 

Em julho de 2019 o ex-goleiro do Flamengo ganhou o direito de cumprir o restante da pena em casa, sob a condição de não poder ficar na rua após às 22h e avisar à Justiça sobre qualquer mudança de cidade.

 

Desde então, Bruno tentou voltar aos gramados, mas não teve sucesso. O jogador chegou a assinar com o Poços de Caldas Futebol Clube, do Sul de Minas, mas rescindiu o contrato, alegando quebra de acordo.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Denúncias de mulheres contra agressores demoram vir à tona por conta de posição social?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 18/09/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 18,50 0,82%

Algodão R$ 90,25 0,38%

Boi a Vista R$ 136,50 0,00%

Soja Disponível R$ 60,80 -0,33%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.