Publicidade

Cuiabá, Domingo 12/07/2020

Judiciário - A | + A

insanidade 27.05.2020 | 07h18

Decoradora que matou o marido e enrolou em tapete será internada

Facebook Print google plus

Luiz Leite

Luiz Leite

Os indícios de doença mental foram motivo suficiente para que a decoradora R.F.S., acusada de matar o marido e enrolar o corpo em um tapete, em junho de 2018, fosse encaminhada para internação psiquiátrica provisória. A decisão é da Segunda Câmara Criminal do Tribunal de Justiça (TJ).

 

A decorada é acusada de amarrar as mãos e pés do então marido, matá-lo e depois deixar o corpo enrolado em um tapete na sala de casa. O crime aconteceu em Rondonópolis (212 km ao sul da Capital).

 

Leia também - Justiça nega habeas corpus de gerente do Comando Vermelho em Sinop

 

Para o relator do caso, o desembargador Pedro Sakamoto, há "indícios contundentes de que a acusada é imputável ou semi-imputável, revela-se inviável mantê-la em estabelecimento prisional comum". A internação psiquiátrica foi decidida por unanimidade.

 

Já na época da prisão a defesa alegou que a suspeita usava medicamentos controlados. A filha do casal teria dito à polícia que a mãe já havia tentado outras vezes matar o marido, mas que não haviam denunciado o caso para preservar a mulher.

 

Em fevereiro deste ano, quando R. foi julgada, a defesa voltou a defender que ela não possui sanidade mental, tese que foi questionada pelo Ministério Público, que solicitou uma nova perícia. Mesmo sem data para o novo exame de insanidade mental, a decoradora irá cumprir a reclusão provisória em um estabelecimento médico.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Você acredita na eficácia das barreiras sanitárias implantadas em Cuiabá?

Parcial

Edição digital

Domingo, 12/07/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 22,25 0,00%

Algodão R$ 91,62 0,24%

Boi a Vista R$ 132,22 -0,59%

Soja Disponível R$ 61,00 -2,56%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.