Publicidade

Cuiabá, Terça-feira 17/09/2019

Judiciário - A | + A

grampolândia no TJ 22.08.2019 | 17h43

Desembargador pede na Justiça áudio de interrogatório de cabo Gerson

Facebook Print google plus
Pablo Rodrigo e Vitória Lopes

redacao@gazetadigital.com.br

Otmar de Oliveira

Otmar de Oliveira

O desembargador Marcos Machado, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, solicitou ao juiz Marcos Faleiros, da 11ª Vara da Justiça Militar, a disponibilização do arquivo de mídia do depoimento do cabo da Polícia Militar, Gerson Corrêa, sobre o esquema conhecido como “Grampolândia Pantaneira”.

 

O interrogatório ocorreu em 17 de julho. O militar é acusado de operar o núcleo de inteligência, no âmbito, da Polícia Militar, que escutou clandestinamente diversas pessoas no estado.

 

Leia também - Juiz não considera curso de teologia e nega redução de pena

 

No áudio do interrogatório em questão, o desembargador tem interesse sobre o vazamento ilegal pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) da conversa telefônica entre ele e o ex-governador Silval Barbosa.

 

A conversa foi vazada para a TV Centro América. “Não há dúvida de que a Rede Globo era privilegiada nas informações do Gaeco. Enquanto a maioria dos repórteres que aqui estão não estavam as 5, 6 da manhã na porta do Gaeco. A Rede Globo estava para acompanhar operações”, disse Gerson no interrogatório.

 

O cabo Gerson ainda afirmou que as oitivas realizadas na Operação Ouro de Tolo, que teve como alvo a ex-primeira-dama e ex-secretária de Estado de Trabalho e Assistência Social, Roseli Barbosa, teria sim havido barriga de aluguel, isso porque olhando novamente os documentos relativos à investigação, constavam cinco números de telefones de familiares da investigada.

 

Na reportagem, o desembargador Marcos Machado foi citado como supostamente se dispondo a ajudar o ex-governador a conseguir a liberdade de sua esposa, quando foi presa na Operação Ouro de Tolo. O diálogo foi interpretado como "tráfico de influência".

 

Segundo ele, conversa de Silval Barbosa e o desembargador foi vazada pelos promotores. O volume de ligações entre o magistrado e governador aumenta muito um dia após a prisão de Roseli Barbosa. “A ligação foi tratada como material precioso pelo Gaeco, que pede o recorte dos áudios”.

 

"Tal áudio foi divulgado tempos depois para prejudicar o desembargador Marcos Machado", disse na época.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

GD

GD

Enquete

Sobre o aumento de 600% no número de casos de dengue no Brasil é mais correto dizer que:

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 17/09/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,70 1,22%

Algodão R$ 92,47 -0,26%

Boi a Vista R$ 135,63 -0,04%

Soja Disponível R$ 65,10 0,15%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.