Publicidade

Cuiabá, Domingo 17/11/2019

Judiciário - A | + A

SELECIONAVA CLIENTES 26.10.2019 | 07h30

Dupla é condenada a 27 anos por matar traficante em Cuiabá

Facebook Print google plus

Otmar de Oliveira

Otmar de Oliveira

Os réus Eduardo Henrique Pinto de Almeida e Cleyton Abreu de Souza foram condenados a 27 anos por matarem a tiros um desafeto. O crime teria sido motivado por briga pelo comércio de entorpecentes no bairro Ribeirão do Lipa. A dupla foi submetida a júri popular em 21 de outubro e os jurados a considerou culpada pelo crime.


Leia também - Juíza mantém prisão de acusados de desviar R$ 10 milhões

 

A sessão foi presidida pela juíza Mônica Catarina Perri, presidente do Tribunal do Júri. Os acusados foram ouvidos na audiência, Cleyton negou o crime e Eduardo disse que agiu em legítima defesa.

 

“Condeno os réus Eduardo Henrique Pinto Almeida à pena privativa de liberdade de 12 anos de reclusão, no regime inicialmente fechado; e Cleyton Abreu de Souza à pena privativa de liberdade de 15 anos de reclusão, no regime inicialmente fechado”, é a decisão. O terceiro acusado Alexandre Cesar Souza de Amorim foi absolvido por ter sido corrompido a participar do crime, na época menor.

 

O crime aconteceu no bairro Ribeirão do Lipa, em 17 de junho de 2012. A vítima Rondinelli Correa de Moraes caminhava pela região com a namorada quando foi cercada. Um dos réus mandou que a jovem fosse embora, mas o outro exigiu que ficasse.

 

Rondinelli foi empurrado contra a parece e começou a apanhar. “Nesse momento, enquanto o adolescente Alexandre segurava a vítima dizendo que ela não deveria ter mexido com o pessoal da ‘Mangueira’, o denunciado Cleyton passou a agredir a ofendida com murros e, em seguida, jogou um copo contra o rosto dela quebrando-o”, enquanto a vítima era agredida, Eduardo apontava uma arma para sua cabeça.

 

Logo em seguida, o rapaz atirou contra a cabeça da vítima por várias vezes. Rondinelli morreu no local. Além de usar drogas, a vítima vendia o produto na região.

 

Segundo os autos, as investigações apontaram que a vítima foi assassinada porque não queria vender entorpecentes para os réus.

 

Eduardo tem condenação de 5 anos por tráfico, os outros não têm antecedentes criminais.

 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

José Lopes - 26/10/2019

Infelizmente a vida só vale 12,13 15 anos apenas pra justiça, más não é em regime fechado desde o início ao final da pena, infelizmente, cumpre uns 2 anos e depois sai e vai cometer mais crimes.

1 comentários

1 de 1

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

GD

GD

Enquete

O que você guardaria numa cápsula do tempo?

Parcial

Edição digital

Domingo, 17/11/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,85 1,79%

Algodão R$ 93,34 -0,50%

Boi a Vista R$ 134,50 0,37%

Soja Disponível R$ 64,60 -0,31%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.