Publicidade

Cuiabá, Quinta-feira 03/12/2020

Judiciário - A | + A

risco de ferrugem asiática 14.10.2020 | 18h31

Juiz condena Aprosoja em R$ 213 mil por plantio fora de época

Facebook Print google plus

Aprosoja

Aprosoja

O juiz Rodrigo Roberto Curvo, da Vara Especializada do Meio Ambiente, condenou a Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado de Mato Grosso (Aprosoja-MT) a pagar indenização de R$ 213,8 mil, após promover a plantação de soja fora de época. A plantação fazia parte de um estudo.


A decisão foi assinada na última terça-feira (13), e condenou a Aprosoja e mais 13 produtores. A pesquisa agrícola científica foi conduzida pela Fundação Rio Verde e Instituto Agris, para avaliar o melhor período de plantio de semente para uso próprio.


De acordo com a ação, a pesquisa científica de 100 hectares foi realizada fora do calendário de plantio permitido, conhecido como vazio sanitário. Em acordo firmado entre a Aprosoja e a Câmara Setorial do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado (Indea), a data era de 16 de setembro a 31 de dezembro.

 

Leia também - Juiz manda destruir plantio de presidente da Aprosoja e mais 9 produtores de MT


Contudo, a maior preocupação do Ministério Público Estadual (MPE), era o risco fitossanitário, pois o plantio fora de época poderia provocar, por exemplo, a disseminação da ferrugem asiática.


“A metodologia apresentada pela associação requerida APROSOJA-MT para a pesquisa experimental não se mostra adequada, especialmente a quantidade de área a ser cultivada – totalizando 1.500 (mil e quinhentos) hectares –, contrariando o disposto na Instrução Normativa Conjunta SEDEC/INDEA-MT n. 002/2015, que estabelece um limite de 5 hectares por instituição requerente ou de 100 hectares por instituição, caso a pesquisa preconize avanço de geração de linhagens de soja, situação que implicano aumente o considerável do “risco de disseminação da ferrugem asiática”, explica.


O magistrado ainda relembrou que durante inspeções na fazenda, foram encontradas ferrugem asiática na colheita. “na medida em que foi constatada a presença do referido fungo na área do campo experimental informado na inicial, o que torna as condutas das partes requeridas ainda mais reprováveis frente à coletividade”, pontuou.


Em seguida, o juiz pontuou que os produtores descumpriram o próprio acordo firmado, uma vez que a negociação previa a plantação em 50 hectares, mas, na verdade, utilizaram 100 hectares da fazenda.


O juiz determinou a perda do material – estipulado em 44 toneladas de soja –, além de multa no valor de R$ 113.886,67, e indenização por dano ambiental coletivo estimado em R$ 100 mil.


Outro lado
A Aprosoja se posicionou, por meio de nota, relatando que a associação e os produtores que participaram do estudo vão aguardar a publicação da decisão, e avaliar juridicamente se irão recorrer.


“A indenização é muito inferior, se comparada à caução de R$ 3 bilhões pedida pelo Ministério Público. Ainda segundo a decisão, após o pagamento pelo volume da soja produzido nos experimentos, o mesmo poderá ser levantado e utilizado na condição de soja em grão comercial pelos produtores”, diz trecho.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Com o resultado da eleição, você acredita em uma Cuiabá melhor a partir de 2021

Parcial

Edição digital

Quinta-feira, 03/12/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 60,00 -0,83%

Algodão R$ 126,90 -0,91%

Boi à vista R$ 252,62 -0,19%

Soja Disponível R$ 154,50 0,00%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.