Publicidade

Cuiabá, Sexta-feira 06/12/2019

Judiciário - A | + A

PROGRAMA SEXUAL 25.10.2019 | 08h04

Justiça condena cuidador de carros que matou mulher a tesourada em Cuiabá

Facebook Print google plus

Rafael Medeiros

Rafael Medeiros

O cuidador de carros Denivaldo Albino da Silva foi condenado a 13 anos de prisão por matar uma mulher, na avenida Getúlio Vargas. O crime aconteceu em novembro de 2018 e o julgamento realizado na quarta-feira (23), no salão do Tribunal do Júri, em Cuiabá.

 

"Pelo exposto e considerando a vontade soberana do Conselho de Sentença, condeno o réu Denivaldo Albino da Silva à pena privativa de liberdade de 13 (treze) anos e 06 (seis) meses de reclusão, no regime inicial fechado", é a sentença.

 

Leia também -Andarilho dorme embaixo de carreta e morre esmagado

 

O homem confessou o crime à polícia e ao juízo. Disse que matou porque a mulher, roubou seu dinheiro e achava que ela tinha pego seu celular. Ele havia consumido diferentes drogas no dia do homicídio. A vítima, que não foi identificada no processo, morreu por asfixia, depois do acusado pisar por dois vezes sobre seu peito.

 

Segundo a ação, o crime aconteceu em 23 de novembro de 2018. O homem estava nas imediações da Escola Estadual Liceu Cuiabano, quando a mulher se aproximou. Era segunda-feira e o réu disse que tinha consumido bebida alcoólica, fumado maconha e usado cocaína. A principio ele achou que a vítima queria droga, mas ela disse que queria fazer um programa sexual.

 

No caminho para o local marcado para o ato, ela exigiu metade do dinheiro e o homem deu. Enquanto ele se distraiu e baixou a cabeça, a mulher correu com o pagamento. O homem carregava uma bolsa e tirou dela uma tesoura.

 

Com a arma, ele correu atrás da mulher e a feriu nas costas. A mulher, de físico magro e estatura baixa, caiu no chão. Coma vítima caída, ele deu dois “pisões” no peito da mulher e fugiu. Ele foi preso nas imediações do local do crime.

 

A mulher sangrou até a morte, no mesmo lugar em que caiu após a tesourada.

 

O réu foi encaminhado para o Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC), onde permanece até hoje.

 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

Enquete

Qual palavra define melhor o ano de 2019 no Brasil?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 06/12/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 18,90 -0,26%

Algodão R$ 93,26 -0,49%

Boi a Vista R$ 130,00 -1,07%

Soja Disponível R$ 66,20 -1,19%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.