Publicidade

Cuiabá, Terça-feira 11/08/2020

Judiciário - A | + A

falta de provas 03.12.2019 | 11h01

Justiça Federal arquiva denúncia contra Mauro Carvalho

Facebook Print google plus

João Vieira

João Vieira

A Justiça Federal trancou a denúncia contra o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, que era investigado por lavagem de dinheiro através de empréstimo com o Bic Banco. O arquivamento foi realizado por falta de provas.

 

Os advogados de Carvalho ingressaram com um habeas corpus, sob o argumento de que não existiam provas para o andamento da denúncia investigada pela Operação Ararath.

 

“Os indícios não são suficientes para evidenciar o indispensável liame entre as referidas fraudes e a empresa São Tadeu Energética, de propriedade de Mauro Carvalho Junior, ao ponto de caracterizar minimamente, para efeito de recebimento de uma denúncia, o crime de lavagem de dinheiro imputado ao paciente”, disse o desembargador federal Cândido Ribeiro em sua decisão.

 

Leia também - TSE julga cassação do mandato de Selma nesta terça-feira

 

Na denúncia, o Ministério Público Federal (MPF) alegou que o empréstimo com o Bic Banco foi realizado para lavar dinheiro de precatório do Estado para uma construtora. “O empréstimo obtido pela São Tadeu junto à Piran Mercantil é anterior à transferência de valores de precatórios da Andrade Gutierrez à empresa Piran Participações. Não se podendo falar, em decorrência, em eventual lavagem de dinheiro relativa à empresa São Tadeu advinda especificamente desse fato comprovado”, pontuou o desembargador.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Toda a polêmica envolvendo a morte da adolescente é por dúvida se o tiro foi acidental?

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 11/08/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,10 0,75%

Algodão R$ 93,31 0,21%

Boi a Vista R$ 129,67 -0,51%

Soja Disponível R$ 65,80 0,23%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.