Publicidade

Cuiabá, Sábado 26/09/2020

Judiciário - A | + A

DENÚNCIA NO MP 10.08.2020 | 17h58

Presidente da Federação de Tiro usou viatura da PM para ir à casa de Cestari

Facebook Print google plus
Pablo Rodrigo e Vitória Lopes

redacao@gazetadigital.com.br

Yuri Ramires

Yuri Ramires

A família da adolescente Isabele Guimarães Ramos, por meio do advogado Hélio Nishiyama, entrou com pedido para que o Ministério Público Estadual (MPE) investigue o presidente da Federação de Tiro de Mato Grosso (FTMT), Fernando Raphael Ferreira de Oliveira. Conforme denúncia, ele será investigado por improbidade administrativa.


O pedido contra o presidente do FTMT, que é policial militar, alega que ele chegou no condomínio Alphaville, local onde a adolescente Isabele morreu com um tiro no rosto, com uma viatura da Polícia Militar.


Segundo apurado pela reportagem do , a viatura que Fernando Raphael utilizou era da base da PM do bairro Pedra 90. Ele estava trabalhando, quando pediu permissão para ir até o local do crime com a viatura. Além disso, o presidente chegou com o giroflex ligado.

 

Leia também - Por gasto de R$ 45 mil em armas, MPE pede aumento de fiança de Cestari


Por ter ido ao condomínio Alphaville com o veículo militar, o ato se configura como improbidade administrativa, aponta a defesa.


Em depoimento à Delegacia Especializada do Adolescente (DEA), o presidente relatou que quando chegou à casa do empresário Marcelo Cestari, o corpo de Isabele já não estava mais lá.


Ele foi chamado ao endereço por um conhecido de um vizinho de Cestari e compareceu à residência para acompanhar a ocorrência que envolvia atletas da Federação.


Além disso, ele afirma que não orientou o empresário após o disparo efetuado pela filha, que matou a amiga no dia 12 de julho. Fernando Raphael informou que após o ocorrido, Cestari foi afastado da Federação e teve a autorização de porte de arma suspenso.


Cestari e a filha praticam tiro há algum tempo e tinham 7 armas em casa. Duas delas não tinham documento e acarretaram na prisão do empresário, que foi solto sob fiança de R$ 1 mil.


Outro lado
A reportagem entrou em contato com o presidente do FTMT. Ele informou que irá aguardar o MP se manifestar sobre o assunto, já que se trata de um pedido. Além disso, ele já prestou sua versão à delegacia.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Onze candidatos disputam o Senado, você acha que o número amplia o leque de propostas ou mostra a desunião da classe política?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 25/09/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 18,90 -1,05%

Algodão R$ 97,42 -0,45%

Boi a Vista R$ 130,35 0,27%

Soja Disponível R$ 67,60 0,15%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.