Publicidade

Cuiabá, Sábado 15/08/2020

Judiciário - A | + A

grampolândia 28.11.2019 | 15h53

‘Tem que espernear’, diz advogado de cabo Gerson contra recurso do MPE

Facebook Print google plus

Chico Ferreira

Chico Ferreira

O advogado do cabo Gerson Corrêa, Neyman Monteiro, disse que irá rebater o recurso do Ministério Público Estadual (MPE), que visa contrariar as decisões do Conselho de Sentença da 11ª Vara Militar.

 

Gerson deveria prestar depoimento na 7ª Vara do Fórum de Cuiabá, porém, foi adiado para o dia 13 de fevereiro, por conta da falta de intimação de um dos advogados dos envolvidos na grampolândia pantaneira, esquema de escritório clandestino de interceptações telefônicas.

 

Leia também - Investigação sobre grampo será reaberta na Justiça Militar

 

Apesar de ser apontado pelo juiz Marcos Faleiros como principal operador do esquema que beneficiou a gestão do ex-governador Pedro Taques (PSDB), Gerson recebeu o perdão judicial, pela maioria dos votos em julgamento da Vara Militar.

 

A defesa do cabo entrou com pedido de apelação no último dia 11. No documento, o advogado narra que, caso o Ministério Público Estadual (MPE) apresente uma nova denúncia, o perdão judicial concedido pelo Conselho da Justiça Militar possa se reverter em uma condenação.

 

Contudo, o promotor Allan do Ó discordou do recurso, alegando que o MPE diverge do entendimento do julgamento, que decidiu aplicar a colaboração premiada unilateral. 

 

Neyman relata que irá aguardar os próximos passos do MPE, contudo, a intenção é primeiro conseguir a absolvição. Caso não ocorra, a defesa manterá pelo perdão judicial. “A defesa enxerga com total afirmação do que foi trabalhado desde o inicio, até agora. O intuito é manter o perdão judicial e ainda tem o recurso da defesa de absolvição”, explica.

 

O advogado ainda critica o promotor Allan do Ó. “Deixa o promotor vir com a ‘xurumela’ dele e a gente vai rebater. O allan tem que espernear”.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Toda a polêmica envolvendo a morte da adolescente é por dúvida se o tiro foi acidental?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 14/08/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,10 0,50%

Algodão R$ 92,21 0,50%

Boi a Vista R$ 133,00 0,00%

Soja Disponível R$ 70,50 -1,40%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.