Publicidade

Cuiabá, Quarta-feira 02/12/2020

Judiciário - A | + A

8,4 MIL MUNIÇÕES 19.10.2020 | 18h03

TJMT encaminha mais de 1,4 mil armas de fogo para destruição

Facebook Print google plus

Assessoria TJMT

Assessoria TJMT

De janeiro de 2019 até outubro de 2020, período da gestão do presidente Carlos Alberto Alves da Rocha, a Coordenadoria Militar do Tribunal de Justiça de Mato Grosso encaminhou para destruição, pelo Exército Brasileiro, 1.407 armas de fogo e 8.447 munições de calibres diversos. São armas ilegais, sem procedência e sem lastro, que foram utilizadas para a prática de algum crime e estavam guardadas nos fóruns.

O último lote encaminhado para o Exército, na quinta-feira (15), continha 92 armas de fogo e 273 munições, pertencentes aos fóruns das comarcas de Marcelândia, Juína, Nobres, Tabaporã e Paranatinga. Na semana passada, em 8 de outubro, foram destruídas outras 58 armas de fogo e 822 munições que estavam nas mãos da Justiça.

 

Leia também - Paciente denuncia ter sido estuprada por enfermeiro dentro de UTI do Hospital Municipal de Cuiabá


Segundo o tenente-coronel PM Murilo Franco de Miranda, da Coordenadoria Militar do TJMT, responsável por recolher essas armas nas unidades judiciárias e encaminhá-las para o Exército para fins de destruição, quando não interessam mais à persecução penal, as armas de fogo e as munições são encaminhadas para destruição, ou doadas para as forças policiais, conforme previsão do Art. 25 do Estatuto do Desarmamento – Lei 10.826.

“Algumas armas são doadas para as forças policiais, contudo, a maioria é destruída, pois as instituições da segurança pública operam com calibres, marcas e modelos específicos”, explicou o oficial. O tenente coronel assegurou ainda que o processo de retirada das armas dos fóruns com o posterior encaminhamento para destruição no Exército Brasileiro representa maior segurança para os servidores, magistrados e jurisdicionados, “razão pela qual o fazemos frequentemente”, concluiu.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Com o resultado da eleição, você acredita em uma Cuiabá melhor a partir de 2021

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 02/12/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 60,50 -0,82%

Algodão R$ 127,85 0,33%

Boi à vista R$ 254,60 0,64%

Soja Disponível R$ 154,50 0,32%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.