Publicidade

Cuiabá, Domingo 15/12/2019

Judiciário - A | + A

AMPLIAÇÃO 02.10.2018 | 09h10

Uruguai autoriza extradição em processos contra Arcanjo na 7ª Vara

Facebook Print google plus
Ana Flávia Corrêa

anaflavia@gazetadigital.com.br

Chico Ferreira

Chico Ferreira

Autoridades uruguaias autorizaram a ampliação do pedido de extradição do ex-bicheiro João Arcanjo Ribeiro, preso no país em 2006. Os processos (19 ações) correm na 7ª Vara Criminal de Cuiabá e são referentes a peculato, lavagem de dinheiro, formação de quadrilha ou bando, crime contra a ordem tributária, extravio, sonegação e corrupção ativa.

 

Leia também - Riva é condenado em mais dois processos da Arca de Noé

 

"Para efeitos de sua tramitação perante as autoridades brasileiras, a solução adotada pela senhora Juarez foi de autorizar a ampliação da extradição do cidadão brasileiro João Arcanjo Ribeiro, solicitada pela 7ª Vara, em substituição a 5ª Vara Criminal da Comarca de Cuiabá", diz trecho do documento, de 11 de setembro. 

 

Pelos tratados internacionais, Arcanjo não poderia responder pelos seus crimes caso os processos não fossem autorizados na extradição. Em agosto deste ano, as autoridades autorizaram a extradição em outros dois casos.

 

O primeiro, que apura crimes de lavagem de dinheiro e ocultação de bens, corre na 5ª Vara Federal de Mato Grosso. O segundo, no entanto, eram processos da 7ª Vara Federal. 

 

Os pedidos de extensão de extradição, feitos pela Justiça Federal, foram negados no passado. Como a Justiça demorou para enviar os documentos solicitados pelo Uruguai, as autoridades do país acreditaram na desistência da solicitação.

 

Além das ações na 7ª Vara Criminal contra o ex-bicheiro, existem, ainda, processos na 12ª Vara Criminal de Cuiabá, pela morte de Mauro Sérgio Manhoso, e na 1ª Vara Criminal de Várzea Grande, pelo mando de 4 mortes. 

 

Todos os crimes ocorreram no final da década de 90 até 2002, quando a operação "Arca de Noé" foi deflagrada. Na ocasião, Arcanjo fugiu do país.

 

Na Justiça Federal, o ex-bicheiro responde por lavagem de dinheiro, porte ilegal de arma, crime contra o sistema financeiro e um homicídio.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

Enquete

51% dos brasileiros têm medo da polícia

Parcial

Edição digital

Domingo, 15/12/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 24,40 0,21%

Algodão R$ 90,32 0,02%

Boi a Vista R$ 131,50 -0,38%

Soja Disponível R$ 66,15 -0,15%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.