Publicidade

Cuiabá, Segunda-feira 21/10/2019

Mande seu Whats - A | + A

MULHER ESTÁ GRÁVIDA 13.08.2019 | 10h31

Casal desempregado e com 3 filhos pequenos precisa de ajuda

Facebook Print google plus

Reprodução

Reprodução

Sensibilizados com a situação precária em que vivem, vizinhos do casal Aparecida e Mozart dos Santos, ambos de 22 anos, iniciaram uma campanha para conseguir doações de alimentos, roupas e móveis para a família – composta ainda por gêmeos de 5 anos e uma menina de três anos. Eles vivem em uma casa do Residencial Jequitibá, do programa “Minha Casa, Minha Vida”, localizado na rodovia Mário Andreazza, em Várzea Grande - empreendimento inacabado e que foi invadido em 2018. 

 

Leia também - Vizinhos pedem ajuda para idoso que vive em barraco

 

Reprodução

Família pede ajuda

 

“A família vem passando necessidades e já não têm o que comer direito, sem gás, sem alimentos ou leite para as crianças. O bebê nascerá em breve e ela não tem nada do enxoval”, lamenta a vizinha Andrya Amado, 26.

 

Aparecida conta que após ficarem desempregado e sem condições de pagar alugue, o casal se mudou com os filhos para uma das casas do residencial, mas que foram expulsos do imóvel. “Vendo a situação, outra pessoa conseguiu uma casa e permitiu que a gente morasse. Mas não temos muitos móveis e nem roupas para as crianças”. 

 

A mulher está grávida do quarto filho, como ainda não conseguiu fazer ultrassom, acredita que deva estar entre o sétimo e oitavo mês de gestação. “Consegui uma consulta no posto de saúde, mas não fiz o ultrassom, por isso, não sei exatamente quantos meses. O posto fica distante de onde moramos, então, precisamos pegar ônibus para chegar. O que dificulta ainda mais, porque precisa de dinheiro”. 

 

O marido declara que vive de bicos e que no último mês trabalhou em uma empresa de entregas, mas por terem sido expulsos da casa onde estavam, precisou falar por cerca de uma semana e teve os dias descontados. “Com isso, o valor que já era pouco ficou ainda menor. Mas conseguimos comprar alguns mantimentos como arroz, feijão e um pouco de carne. Mas não vai durar muito tempo”, lamenta. 

 

Reprodução

Família pede ajuda

 

Na casa, os poucos eletrodomésticos que existem estão em péssimo estado, como a geladeira e o fogão. As três crianças dormem todas juntas em uma cama de solteiro.

 

Para o bebê que está prestes a nascer, a família não tem nenhuma peça de roupa ou berço até o momento. “São os vizinhos que estão ajudando com o que podem, principalmente, comida”, informa Andrya, destacando que toda a ajuda será bem-vinda.

 

Que quiser ajudar pode entrar em contato com a família pelo telefone (65) 9 9255-6749.

 

Esta matéria foi produzida através de sugestão de um internauta. Você também pode participar, enviando o pedido ao WhatsApp do Gazeta Digital. Para enviar sugestões, fotos e vídeos o número é (65) 9 9987-2065. Ou no in box do Facebook.  

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Elisa Silva - 05/09/2019

Gente, as pessoas também têm que se conscientizarem de que só deve ter os filhos que podem criar. Um casal com 22 anos com quatro filhos e sem condições nenhuma é preocupante, ainda mais hoje com tantos métodos contraceptivos. Esse casal precisa, sim, de uma assistente social que mostre que não adianta quantidade sem qualidade, precisam fazer planejamento familiar urgente e adquirir consciência, para não fazerem essas lindas crianças (e outras, se vierem) sofrer. Hoje temos acesso a tudo, não estamos nos anos 50, quando não havia nem televisão. Informem-se, pais, vocês são os maiores responsáveis pela felicidade ou sofrimento de suas crianças!

Juliana P - 14/08/2019

Boa noite, Ajudei a família da reportagem acima, contatei numero informado e mandei dinheiro para ultrassom para qual a vizinha disse que mandaria os comprovantes da realização do exame, primeiro não tinha conta quando mandei na poupança ela quitou saldo devedor da corrente sobrando metade do que enviei, após contato e envio ela me bloqueou no whats e não apresentou comprovante da metade que sobrou, ou seja, golpe, foi a primeira e última vez que ajudei. Que decepcionante e feio.

Rosana Berleze - 13/08/2019

E a Prefeitura da Cidade não tem Assistência Social??? Conselho Tutelar??? O Estado também é responsável!!! Cadê ajuda do Estado???

3 comentários

1 de 1

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

GD

GD

Enquete

Qual sua opinião sobre a educação domiciliar?

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 21/10/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,30 -0,52%

Algodão R$ 92,58 -0,30%

Boi a Vista R$ 131,00 0,51%

Soja Disponível R$ 67,60 -0,15%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.