Publicidade

Cuiabá, Sábado 05/12/2020

Mande seu Whats - A | + A

TRUCULÊNCIA 25.09.2020 | 10h41

Em vídeo, ocupante denuncia ação da PM que destruiu móveis e agrediu pessoas

Facebook Print google plus

Reprodução

Reprodução

Ocupantes do residencial Colinas Douradas, em Várzea Grande, denunciam a agressão de policiais militares que atuam da região. Na noite de quinta-feira (24), agentes teriam quebrado móveis de uma família que chegava de mudança ao local. Também teriam apontado arma para moradores e soltado bombas no local.


Leia também -Veja vídeo - Operação tem como alvo prefeito de Santo Antônio de Leverger

 

De acordo com a denunciante, os militares constantemente fazem rondas na região, ocupada desde o começo de setembro por sorteados indignados com a demora na entrega dos imóveis.


No entanto, a ação no local tem se tornado truculenta, com desentendimento entre os próprios policiais e também com os moradores.


“Ontem eles chegaram aqui sem falar nada. Essa família chegava com os móveis e eles quebraram tudo. Não queriam que entrassem. Apontaram arma para um homem e soltaram bomba no pé de uma grávida. Ela passou mal e teve que ser levada para o hospital”, conta a denunciante.


Dias atrás, houve denúncia semelhante. Os agentes foram ao residencial e agrediram moradores. Na época, a PM se justificou que estava no local por conta de reclamações de criminalidade no conjunto habitacional.


No mais recente episódio, a ação foi semelhante. Havia pelo menos 10 viaturas no residencial e estavam com a numeração coberta, como informou a denunciante.


“Eles alegam que é pra proteger as pessoas por causa da ocupação, mas isso já é abuso de autoridade. Estavam apontando fuzil, aqui tem criança. Não está certo o que estão fazendo”, relata.


Havia uma liminar obrigando os moradores a deixarem o local. Mas um recurso derrubou a decisão e os ocupantes conseguiram autorização para permanecer no residencial.


As obras do Colinas Douradas estão paradas há anos e sem previsão de entrega das 500 residências.

Outro lado
A assessoria da Polícia Militar foi procurada e encaminhou nota.


"A Corregedoria da Polícia Militar informa que não recebeu nenhuma denúncia, imagem ou vídeo que indiquem situação confronto no referido local. Também não há registro de ocorrência policial na área em questão.


Informa ainda que está à disposição para receber e formalizar denúncia e adotar as medidas legais de apuração.


Corregedoria Geral da Polícia Militar


Endereço: Avenida Miguel Sutil, 690 - Jardim Paulista, Cuiabá - MT, 78010-500


Telefones: (65) 3653-9566 e plantão 24hs (65) 99997-6234


E-mails: corregedoria@pm.mt.gov.br e cacecorregpm@pm.mt.gov.br"


Esta matéria foi produzida por meio de sugestão de um internauta. Você também pode participar, enviando o pedido ao WhatsApp do Gazeta Digital. Para enviar sugestões, fotos e vídeos o número é (65) 9 9987-2065. Ou no in box do Facebook.

 

 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Edição digital

Sexta-feira, 04/12/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 59,70 -0,17%

Algodão R$ 126,18 -0,57%

Boi à vista R$ 249,16 -1,37%

Soja Disponível R$ 153,00 0,00%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.