Publicidade

Cuiabá, Segunda-feira 21/10/2019

Mande seu Whats - A | + A

Tentativa de feminicídio 12.09.2019 | 07h21

Grávida esfaqueada pelo marido em Cuiabá pede doações para recomeçar

Facebook Print google plus

Arquivo pessoal

Arquivo pessoal

Com 8 meses de gravidez, Emily Amorim da Silva, 18, foi atacada pelo companheiro e levou uma facada nas costas no domingo (8). O motivo: ela queria a separação por causa das constantes agressões. Ela sobreviveu, mas vive com medo de que o agressor retorne. Saiu de casa apenas com a roupa do corpo e mora de favor na casa de uma tia. Sem nenhuma roupa de bebê ou mesmo item de enxoval ela pede ajuda para recomeçar a vida.

 

Depois do susto, ela foi encaminhada para atendimento médico e levou 3 pontos nas costas. O médico alertou que caso a facada fosse um pouco mais para o lado teria matado sua primeira filha. Ela se relaciona com o pai da filha há dois anos. No começo o relacionamento era “perfeito”, porém, com o tempo começaram as agressões.

 

Leia também - Idosa sofre com falta de fraldas geriátricas na rede municipal de Saúde

 

“A gente se conheceu por acaso. No começo a pessoa mostra para a gente só o melhor e depois se transforma. Ele me agredia muito, meu pescoço está todo arranhado de tanto que ele me enforcou”, relembra a gestante.

 

Na última briga, no domingo, ela voltou a falar que queria a separação e que não aguentava mais apanhar. “Ele não aceitou e me feriu. Ele me trancava dentro de casa para que eu não fosse embora. Imagino que ele também não aceitava nossa filha, porque não pensou nela quando me esfaqueou”.

Arquivo pessoal

Emily Amorim da Silva

 

 

Já na etapa final de gestação, Emily não tem nenhum item do pequeno enxoval que havia preparado. Isso porque o ex-companheiro ainda não foi preso e ela teme voltar à antiga casa e ser agredida novamente. “Fiquei sabendo por um parente que ele colocou fogo nas minhas roupas e nas da bebê. Ele fugiu e tenho medo que volte”.

 

O nascimento da primeira filha está previsto para outubro, mas ela não tem fraldas, itens de higiene, roupas ou mesmo um berço para que a menina possa dormir. Para Emily, apenas a ajuda das pessoas pode mudar o destino da bebê que carrega.

 

“Eu vim morar com a minha tia. Ela está desempregada e o marido ganha um salário mínimo. Não temos condições, a situação está bem apertada. Não sei como vou fazer, já que está tão perto do nascimento”, afirma a jovem.

 

A tia Edith é a única familiar em Cuiabá e faz o que pode para ajudar a sobrinha, com o pouco que tem. A família precisa de doações de roupas para a mãe e a bebê, alimentos e também móveis, porque a jovem pretende arrumar um local tranquilo para criar a filha.

 

“Estamos vendo com um conhecido para ele ceder duas peças para que eu possa morar com a minha filha depois do resguardo, mas como não tenho nada de casa, preciso de alguns móveis para poder recomeçar”, enfatiza Emily.

Para ajudar Emily e a família, basta entrar em contato pelo (65) 99288-7948.

 

Esta matéria foi produzida através de sugestão de um internauta. Você também pode participar, enviando o pedido ao WhatsApp do Gazeta Digital. Para enviar sugestões, fotos e vídeos o número é (65) 99987-2065. Ou por mensagem no Facebook.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

GD

GD

Enquete

Qual sua opinião sobre a educação domiciliar?

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 21/10/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,15 0,79%

Algodão R$ 91,36 -0,12%

Boi a Vista R$ 133,00 -0,10%

Soja Disponível R$ 68,75 0,07%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.