Publicidade

Cuiabá, Sexta-feira 28/02/2020

Mundo - A | + A

esperança 24.01.2020 | 11h15

Cientistas descobrem formas de eliminar HIV totalmente das células

Facebook Print google plus

Prefeitura de Palmas

Prefeitura de Palmas

Uma das características do vírus HIV é que ele consegue "fugir" do sistema imunológico, escondendo-se de forma inativa nas células infectadas (a chamada latência viral), o que é o maior obstáculo para sua eliminação completa dos organismos infectados. Dois estudos divulgados na quarta-feira (22) pela revista científica Nature trazem descobertas que podem mudar esse cenário.

 

Cientistas das universidades da Carolina do Norte e Emory descobriram formas de reativar o vírus latente, potencialmente tornando-o vulnerável para ser eliminado pelo sistema imunológico.

 

Leia também - Vírus que infectou centenas na China chega aos Estados Unidos

 

Atualmente, o tratamento para portadores de HIV se baseia na chamada terapia antirretroviral, que limita a infecção e deixa o vírus "escondido" nas células T CD4 +, não podendo ser detectado pelo sistema imunológico.

 

A teoria por trás das novas pesquisas se baseia no uso de medicamentos que invertem essa latência e podem aumentar a expressão do gene viral, tornando as células virais vulneráveis ​​à eliminação pelo sistema imunológico. Os testes foram feitos em camundongos e macacos que recebiam terapia antirretroviral.

 

No primeiro estudo, foi usado um medicamento chamado AZD5582, inicialmente criado para tratar o câncer e é capaz de ativar o vírus HIV latente.

 

No segundo estudo, foi usada uma abordagem diferente, combinando duas intervenções imunológicas. Os cientistas injetaram um anticorpo para limpar as células T CD8 +, importantes para controlar a infecção. Em seguida, aplicaram uma versão alterada da citocina IL-15 para mostrar que essa combinação fez com que o RNA viral aparecesse no sangue e nos tecidos onde anteriormente não havia sido detectado.

 

"Esta é uma conquista científica emocionante, e esperamos que seja um passo importante para um dia erradicar o vírus em pessoas vivendo com HIV", disse Ann Chahroudi, uma das pesquisadoras da Universidade de Emory.

Ainda não se sabe se os resultados podem ser replicados em humanos, mas as pesquisas reprsentam um importante avanço no conhecimento sobre o HIV e as formas como o vírus pode ser manuipulado.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Número de delações premiadas significa que MT está sendo passado a limpo?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 28/02/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,10 1,26%

Algodão R$ 96,70 -1,03%

Boi a Vista R$ 133,50 2,03%

Soja Disponível R$ 59,00 -1,67%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.