Publicidade

Cuiabá, Terça-feira 26/05/2020

Mundo - A | + A

propagação exponencial 01.04.2020 | 15h13

Crescimento da pandemia exige ajuda a países pobres, diz OMS

Facebook Print google plus

Denis Balibouse/Reuters

Denis Balibouse/Reuters

A Organização Mundial de Saúde (OMS) pediu às nações do mundo que dêem auxílio aos países mais pobres no combate à pandemia do novo coronavírus. Na coletiva de imprensa desta quarta-feira (1º), o diretor-geral da entidade, Thedros Adhanom, disse que a propagação da doença pelo mundo tem sido "exponencial".

 

"Estou preocupado com a propagação, a covid-19 cresce em ritmo exponencial e hoje atinge quase todos os países e territórios do mundo. Nos próximos dias, vamos chegar a 1 milhão de casos e 50 mil mortos. Para países como os da África e das Américas Central e do Sul, sabemos que as consequências podem ser graves", afirmou o diretor da OMS.

 

Leia também - Espanha lança pacote de benefícios enquanto Brasil aguarda o 'voucher'

 

Problemas para a população
Segundo ele, esses países "precisam ser ajudados", por conta das medidas necessárias para tentar frear a propagação do coronavírus. "Muitos países estão pedindo para as pessoas ficarem em casa, mas sabemos que isso cria muitos problemas, especialmente para a população mais pobre", alertou ele.

 

"Por isso, fazemos um apelo para que todos possamos ajudar esses países. A Índia, por exemplo, anunciou um grande pacote de ajuda para a população e diz que vai garantir alimentação para até 800 milhões de pessoas. Mas muitos países não vão poder fazer pacotes como esses, e eles precisam ser auxiliados", disse Adhanom.

 

Países que estão tomando medidas como distanciamento social e paralisação econômica precisam ser olhados com atenção, segundo ele. "É preciso medir o efeito das medidas sanitárias e tentar apoiar os cidadãos. Muitos países em desenvolvimento não estão apoiando as suas comunidades mais pobres, aqueles que precisam trabalhar para comer dia a dia"

 

Pandemia inédita
O diretor também explicou que a pandemia, que já dura quase quatro meses, é algo inédito e ainda está sendo estudado. "Essa é a primeira pandemia de coronavírus da história, ainda não sabemos tudo que há para saber. Estamos aprendendo em tempo real. Esse é um momento em que precisamos de solidariedade". ressaltou. "Há muitos fatores desconhecidos aqui".

 

Para a epidemiologista Maria Van Kerkhove, da OMS, o coronavírus ameaça "todas as pessoas no planeta. Todos têm um papel para cumprir nessa história. Você pode estar fora de um grupo de risco, mas se você se coloca a salvo, pode evitar se contagiar e passar a doença adiante para alguém que possa morrer."

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

A constante troca de ministros pelo presidente Jair Bolsonaro compromete a sua gestão?

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 26/05/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 22,25 0,23%

Algodão R$ 91,40 0,12%

Boi a Vista R$ 132,00 -1,12%

Soja Disponível R$ 65,99 0,18%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.