Publicidade

Cuiabá, Terça-feira 17/09/2019

Mundo - A | + A

COM MUITA DISPOSIÇÃO 06.09.2019 | 09h28

Polícia de NY prende idoso de 82 anos que roubava apartamentos luxuosos

Facebook Print google plus

Divulgação

Divulgação

Um senhor de 82 anos, com roupas simples e óculos grandes se aproveitava da aparência inofensiva e amigável para cometer crimes e se tornar um dos ladrões mais procurados de Nova York e Miami por quase uma década.

 

Conhecido como o “ladrão do 4 de julho”, o feriado de independência dos Estados Unidos, e “ladrão de feriados”, Samuel Sabatino conseguia entrar em prédios de alto padrão e invadia os apartamentos vazios, enquanto os donos aproveitavam o dia livre fora de casa, para roubar milhares de dólares em joias e relógios de luxo.

 

Segundo o jornal The New York Times, Sabatino saiu de Miami, onde vivia, e dirigiu até Nova York, um passeio de quase 20 horas, para tentar entrar em apartamentos no Upper East Side, um dos bairros chiques da cidade.

 

A estratégia

O senhor havia aperfeiçoado a técnica usada durante os anos: ele entraria pela porta de entrada de um prédio de luxo, passaria pelo porteiro como ele morasse por ali, ou encontraria um grupo de moradores e subiria o elevador com eles, enquanto puxava assunto ou comentaria sobre o cachorro que eles tinham levado para passear.

 

Caso alguém suspeitasse de alguma coisa, ele usaria a idade como desculpa e diria que havia confundido o prédio com o que ele realmente morava e conseguia deixar o lugar tranquilamente.

 

Uma vez dentro do prédio, ele subia para a cobertura, e entrava nos apartamentos que indicassem que estavam vazios, como os que os jornais estavam esquecidos na porta, e arrombava a fechadura.

 

Só nos roubos mais recentes, a polícia acredita que ele conseguiu cerca de US$ 400 mil dólares, cerca de R$ 1,6 milhão de reais, em joias e relógios.

 

Mas a década de roubos bem-sucedidos acabou.

 

No último sábado (31), um porteiro de um prédio residencial de Manhattan suspeitar de Sabatino e pedir que ele deixasse o prédio, policiais que estavam o vigiando sem disfarce conseguiram prendê-lo com uma mochila preta, ainda vazia.

 

Ele foi preso e pode ser acusado de 11 crimes, cometidos em diversos estados, e pode ser condenado a até 15 anos de prisão.

 

“Eu estou aliviado, porque isso estava se tornando uma ocorrência anual”, explica o Tenente Blake, que cuidou das investigações. “E estava se tornando um pouco frustrante que nós não conseguíamos prender o cara. Quer dizer, ele tem 82 anos, mas ele era esperto, para dizer o mínimo”, concluiu.

 

Criminoso conhecido

Só este ano, o senhor Sabatino é suspeito de ter realizado três roubos em Nova York, mas a carreira como ladrão começou muito antes.

 

A polícia desconfia que ele está envolvido em pelo menos 12 roubos registrados desde 2014, mas a ficha criminal dele indica que ele começou os crimes em 1960.

 

Em 2001, quando ele tinha 60 anos, um morador de um prédio no Upper East Side o encontrou dentro de seu apartamento. Ele alegou que estava checando vazamentos de gás, mas quando a polícia chegou encontraram 42 joias nos bolsos de Sabatino e uma lista de apartamentos que ele tentaria invadir, segundo o boletim de ocorrência registrado.

Depois de ser condenado a 15 anos de prisão, ele pagou a fiança e a polícia perdeu os rastros.

 

Sabatino começou a usar outros nomes, e há alguns anos ele se identifica como James Clement. Foi com esse nome que a polícia conseguiu monitorar um motorista saído da Flórida com destino a Nova York, mas que também passou pela Califórnia, Arizona e Pensilvânia em anos anteriores.

 

Agora, talvez o senhor Sabatino não consiga deixar a cadeia tão facilmente, já que a fiança pedida é de pelo menos R$ 4 milhões.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Quem é o principal culpado pelas queimadas?

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 17/09/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,15 0,50%

Algodão R$ 90,88 -0,04%

Boi a Vista R$ 134,83 0,62%

Soja Disponível R$ 68,40 0,29%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.