Publicidade

Cuiabá, Domingo 20/09/2020

Polícia - A | + A

RELEMBRE O CRIME 12.09.2020 | 15h43

60 dias após morte de Isabele, Justiça analisa internação de menor responsável por morte

Facebook Print google plus

Arquivo pessoal

Arquivo pessoal

Sessenta dias sem Isabele Guimarães Ramos. Todo dia 12 será lembrado pela família da adolescente de 14 anos, que morreu com um tiro no rosto quando estava no banheiro da melhor amiga, no condomínio Alphaville. Dois meses após o crime, a Justiça analisa o pedido de internação da menor que atirou em Isabele, que tramita na 2ª Vara Especializada da Infância e Juventude de Cuiabá. 


Há 10 dias, a Polícia Civil concluiu o inquérito sobre o crime, trazendo um pouco de alento à família. Conforme as investigações, conduzidas pela Delegacia Especializada do Adolescente (DEA) e Delegacia Especializada de Defesa da Criança e do Adolescente, a adolescente autora do disparo irá responder por ato infracional análogo a homicídio doloso, quando há intenção de matar.


Já o pai dela, o empresário Marcelo Cestari, foi denunciado no inquérito por homicídio culposo, de acordo com o delegado Wagner Bassi. Entre as discussões trazidas pelo caso está o fácil acesso dos menores às armas, pois mesmo que a família pratique tiro esportivo, pela legislação só poderiam estar com as pistolas sob supervisão.

 

Leia também - MPE pede internação de menor que matou Isabele Ramos


Conforme o laudo preliminar, divulgado no dia 22 de julho, o tiro que matou Isabele Ramos ocorreu a curta distância e reto, saindo na horizontal. A bala teria entrado pelo nariz e saído na nuca da adolescente de 14 anos.


Entre os elementos que confrontam a versão da adolescente estão a ausência de sangue na maleta, que, caso estivesse na cena do homicídio, teria vestígios de sangue.


Durante os depoimentos, a menor afirmou que estava na porta do banheiro em que Isabele morreu, na noite de 12 de julho, enquanto segurava a maleta com duas armas, quando uma delas disparou. Ainda segundo a menor, foi nesse momento em que houve um desequilíbrio e ocorreu o disparo.


Após a conclusão do caso pela polícia, foi oferecida denúncia ao Ministério Público Estadual (MPE), que protocolou uma representação pedindo a internação da menor de 15 anos responsável pelo disparo.


O preparou um infográfico com os principais detalhes do caso. Acompanhe.

 

Luiz Leite/GazetaDigital

Infográfico caso Isabele - continuação

 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Onze candidatos disputam o Senado, você acha que o número amplia o leque de propostas ou mostra a desunião da classe política?

Parcial

Edição digital

Domingo, 20/09/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,20 -0,74%

Algodão R$ 93,70 0,57%

Boi a Vista R$ 129,25 -0,75%

Soja Disponível R$ 66,65 0,15%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.