Publicidade

Cuiabá, Sábado 04/04/2020

Polícia - A | + A

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA 12.02.2020 | 15h42

Acusado da morte de fisiculturista é denunciado por agredir a ex-esposa

Facebook Print google plus

Reprodução

Reprodução

Nicolas Jordani Pereira, 26, assassino confesso do fisiculturista Marcos Camargo, 22, com 7 tiros na madrugada de domingo (10), no Music Bar em Rosário Oeste (128 km ao Norte de Cuiabá), já foi denunciado pelo Ministério Público Estadual (MPE) por violência doméstica. O caso tramita na Justiça estadual.

 

De acordo com as informações apuradas pelo , a Polícia Civil registrou duas agressões contra a ex-mulher de Nicolas em 2018, uma no final de fevereiro e outra em outubro, mas o crime só foi judicializado no começo de 2019 e ainda está tramitando.

 

Leia também - Justiça manda prender acusado de matar fisiculturista dentro de boate

 

Consta que a primeira agressão aconteceu dentro de casa, em Várzea Grande. Ela relatou à polícia na época que falou algo que ele não gostou e, em seguida, foi jogada no chão e agredida com socos e chutes. Ela ficou com lesões e hematomas pelo corpo. 

 

Já na segunda, ela foi agredida por se recusar a ir embora da cidade com ele. Casados há 2 anos, tiveram uma filha juntos. Mas, diante de tanta violência que vinha sofrendo, se recusou a mudar de cidade, pois temia ficar sozinha, sem amparo familiar. 

 

Após negar ir embora, ele quebrou vários objetos da quitinete em que família morava, como televisão, pratos, celular e outros. Em seguida, usou o cabelo de um rodo para agredi-la. Também bateu com a cabeça da vítima na parede da casa. 

 

“Ela relatou que já tinha morado com ele em outras cidades do estado, mas que sofria com as agressões. Ele é muito violento. Então, ela não quis ir embora com medo de não ter a quem recorrer nesses casos”, disse uma fonte ouvida pela reportagem. 

 

Homicídio e prisão

Na madrugada de domingo (10), Nicolas encontrou Marcos em uma boate e atirou contra ele ao menos 7 vezes. Após o crime, ele fugiu, mas foi identificado pelas testemunhas do crime.

 

No dia seguinte, já sem flagrante, esteve na delegacia onde confessou o homicídio, mas acabou liberado em seguida. Segundo o suspeito, a motivação foi passional. 

 

Marcos teria assediado uma namorada de Nicolas, que flagrou ato e os homens iniciaram uma discussão. Desde então, havia uma rixa entre os dois. 

 

Na noite de terça-feira (11), a Justiça decretou a prisão preventiva de Nicolas. A reportagem entrou em contato com a delegacia de Rosário Oeste para saber se o mandado foi cumprido, mas não obteve retorno.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Levando-se em consideração as condições sanitárias do país, você optaria por:

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 03/04/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,10 0,50%

Algodão R$ 92,71 -0,22%

Boi a Vista R$ 133,54 0,06%

Soja Disponível R$ 71,00 0,14%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.