Publicidade

Cuiabá, Quarta-feira 23/09/2020

Polícia - A | + A

SE ENTREGOU à polícia 13.12.2019 | 11h15

Acusado de matar professor diz que sofria 'deboches' da vítima

Facebook Print google plus

Reprodução

Reprodução

Empresário Edson Padilha Godinho, 57, autor do assassinato do professor de Educação Física João Claudio Mesquita Lemos, 36, com 3 tiros na noite de terça-feira (10) em Nova Ubiratã (502 km ao Norte de Cuiabá) foi preso de forma preventiva na quinta-feira (12) pela Polícia Civil de Sorriso (420 km ao Norte da Capital).

 

O delegado André Ribeiro confirmou a prisão e ao contou ainda que a motivação teria sido uma discussão que teve horas antes com a vítima. “Ele disse que sofria deboches e com piadas que o professor fazia, mas veja, não sabemos se essa história é verdadeira. A vítima está morta, não tem como confirmar essa situação”. 

 

Leia também - Homem salva mulher de estupro e acaba atropelado pelo agressor

 

Ainda assim, para o delegado, não há motivos que justifiquem um criem contra a vida. Edson vai responder por homicídio doloso e porte e posse ilegal de arma de fogo, utilizada no crime e que já foi apreendida pela Polícia Civil. 

 

“Ele está preso no Centro de Ressocialização de Sorriso e lá deve continuar de forma preventiva. Não há argumentos para quem comete um homicídio, ele tentou se justificar, dizendo que sofria esses deboches de forma corriqueira, mas não sabemos se é verdade”, conta Ribeiro.

 

3 tiros

Conforme testemunhas do crime, o professor João estava no mesmo espetinho que o suspeito, que levantou, foi até a sua casa – próxima do estabelecimento -, pegou uma arma de fogo e deu um tiro na vítima. João tentou correr, mas foi atingido por mais dois disparos nas costas e caiu na rua.

 

Já Edson entrou em seu veículo e fugiu por rumo ignorado. Socorrido, não resistiu e morreu em uma unidade de saúde. O professor era casado e tinha um filho que completou um mês no dia de sua morte. 

 

Comoção

Prefeitura de Nova Ubiratã lamentou a morte do professor, que era servidor municipal e dava aula em uma escola da cidade, que suspendeu as aulas por dois dias. Além disso, 3 formaturas que estavam programadas para ocorrer nesta semana foram adiadas.

 

“Tanto os professores quanto os alunos estão emocionalmente abalados. Perdemos um colega de trabalho, um amigo. Não temos condições e nem motivos para comemorar”, destacou o secretário municipal de Educação, Leandro Alves Pereira dos Santos. 

 

As formaturas foram remarcadas para o início do ano letivo de 2020, no mês de fevereiro.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Onze candidatos disputam o Senado, você acha que o número amplia o leque de propostas ou mostra a desunião da classe política?

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 23/09/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 23,15 -0,64%

Algodão R$ 94,48 0,43%

Boi a Vista R$ 132,00 0,30%

Soja Disponível R$ 65,30 -0,46%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.