Publicidade

Cuiabá, Quarta-feira 21/10/2020

Polícia - A | + A

ameaças 10.09.2020 | 11h05

Cliente recorrente, advogado participou de brigas na Valley

Facebook Print google plus

Reprodução

Reprodução

O advogado Cleverson Campos Contó, cujo pesa uma série de agressões contra ex-companheiras, era cliente recorrente da boate Valley. Em dois boletins de ocorrência que o teve acesso, ele participou de pelo menos duas brigas na casa noturna, entre 2015 e 2018.


Conforme narra o boletim de ocorrência, Contó se envolveu em um grande desentendimento em 2018, quando outras pessoas e funcionários denunciaram que clientes estariam usando drogas em um camarote.


De acordo com a gerente da Valley na época, ouvida pela reportagem, ele se envolveu na briga para “ajudar” um amigo que o acompanhava, que estava supostamente usando “loló”.

 

Leia também - 'Solicitaram R$ 500 mil para arquivar denúncias', diz defesa sobre áudio apresentado à Polícia Civil


Ainda de acordo com o BO, a gerente advertiu os dois e pediu para que eles saíssem da boate, contudo, eles negaram. A dupla então foi retirada para o fundo da casa noturna e se negaram a pagar a conta, quando a gerente ligou para a polícia.


Em seguida, ela narra que encontrou um frasco com substância líquida, que poderia ser um entorpecente. O amigo de Contó estaria pingando o líquido desse frasco e mexendo uma lata de Citrus. Além disso, um cliente disse que viu o advogado se arranhando, para dizer que foi agredido pelos seguranças.


Quando a polícia chegou, os dois pagaram a conta. Na versão deles, os amigos contam que estavam no camarote, na companhia de outras mulheres, até que outros homens, que se identificaram como policiais, as assediaram.


As mulheres ignoraram, porém, eles chamaram a gerente para retirar os homens. Assim que ela chegou, pediu para que Cleverson na verdade retirasse o amigo, sendo que ele negou. Um segurança teria tirado o colega com um golpe estilo gravata, e eles alegaram que a substância era um soro nasal.


Sobre o episódio, a gerente diz se lembrar da briga. No entanto, logo a situação se estabilizou quando pagaram a conta e foram para a delegacia. A Valley não quis recorrer do caso. “Não tenho nada para falar dele, ele tem o jeito dele. Ele tem, isso é normal, de pose, é normal... Já estou tão acostumada a lidar com isso”, disse.


Segundo episódio
Há 3 anos, mais uma pessoa registrou queixa contra Contó. Conforme um cliente, que também não será identificado, ele chegou à boate por volta de 22h, quando foi informado por um segurança que no último domingo houve uma confusão no local.


No caso, Cleverson tentou agredir outro cliente, mas os seguranças interviram. Durante o tumulto, o advogado disse que havia confundido o cliente que tinha tentado agredir com o denunciante.


Ele mostrou em seu celular uma foto do homem que registrou o BO em seguida. Contó ainda disse: “é esse que eu queria pegar, vou atrás dele com amigos do Bope, vou até o inferno e vou matar ele, esse cara está mexendo com a minha namorada, esse cara me fez ser expulso do camarote aqui mesmo na Valley”.


O segurança então questionou a veracidade dos fatos, ao que o homem respondeu que não tinha nenhum tipo de relacionamento com Cleverson, e que ele era ex-namorado de uma amiga. Ele também tinha comparecido na boate no dia da confusão.


Ele ainda explicou que estava em um camarote com um amigo, que era pagante exclusivo. O homem então pediu para os seguranças retirarem Cleverson do camarote, pois não o conhecia.


Em seguida, o cliente explicou que é amigo de uma ex-namorada do advogado e eles tinham terminado há poucos dias. Ele não se conformava com o fim do relacionamento e teria ligado para a ex, assim como a mãe dela. Na ocasião, o advogado o ameaçou de morte para a mãe da ex.


O denunciante contou à reportagem que a queixa foi representada, passou por audiência e foi arquivada. Após a audiência, nunca mais viu o advogado. Ele prefere não se declarar em relação aos casos de agressões mais recentes de Contó.

 

O acusado foi procurado, mas não retornou às ligações. O advogado Eduardo Mahon defende Contó apenas nos casos de duas mulheres agredidas.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Como você avalia a ausência de um candidato convidado para debater com adversários?

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 21/10/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 57,50 1,77%

Algodão R$ 118,67 3,64%

Boi a Vista R$ 242,24 0,00%

Soja Disponível R$ 156,30 0,35%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.