Publicidade

Cuiabá, Quarta-feira 12/08/2020

Polícia - A | + A

'QUADRO NEGRO' 22.10.2019 | 06h57

Empresário Valdir Piran e 4 pessoas são presas em operação

Facebook Print google plus

Reprodução/Montagem

Reprodução/Montagem

Atualizada às 08h19 - Delegacia Especializada de Combate à Corrupção (Decoor), em conjunto com o Comitê Interestadual de Recuperação de Ativos (CIRA) e Ministério Público Federal (MPE), deflagrou a operação "Quadro Negro" na manhã desta terça-feira (22). O empresário Valdir Piran é um dos alvos e foi preso em Brasília. 

 

Conforme as informações da Polícia Civil, a operação visa dar cumprimentos a mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão domiciliar com o objetivo de apurar desvios ocorridos no antigo Centro de Processamento de Dados do Estado (Cepromat), atual Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI). 

 

Além de Piran, foram presos Djalma Souza Soares e o ex-vereador de Cuiabá Wilson Teixeira, o Dentinho. Eles são ex-servidores da Cepromat na gestão do ex-governador Silval Barbosa. O ex-secretário adjunto da Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) Francisvaldo Pereira de Assunção e o representante da empresa Avençar, Weydson Soares Fonteles. 

João Vieira

Francisvaldo Pereira de Assunção

Francisvaldo Pereira é um dos presos na operação

 

Leia também - Polícia recupera 12 dos 16 carros furtados nesta madrugada

As ordens judiciais foram decretadas pela juíza Ana Cristina Silva Mendes da 7ª Vara Criminal da Capital. Ao todo foram expedidos 06 mandados de prisão preventiva e 07 de busca e apreensão domiciliar, que serão cumpridos nas cidades de Cuiabá (MT), Brasília (DF) e Luziânia-GO.

 

Além dos mandados, foi decretado o sequestro de mais de R$10 milhões, em valores, imóveis e veículos de luxo. 

 

Mais informações sobre os mandados de prisão que estão sendo cumpridos serão repassados às 9h30 em coletiva de imprensa na Delegacia Especializada de Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública (Defaz).

  

A operação

Operação Quadro Negro, remete ao quadro e giz que ainda funcionam nas escolas, já que as lousas digitais eram falsas, bem como à situação (quadro) estrutural crítica que a educação básica se encontra em razão dos prejuízos causados pelos desvios. (Com informações da Assessoria de Imprensa). 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Toda a polêmica envolvendo a morte da adolescente é por dúvida se o tiro foi acidental?

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 12/08/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,80 0,24%

Algodão R$ 90,34 0,20%

Boi a Vista R$ 134,00 0,00%

Soja Disponível R$ 68,50 2,24%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.