Publicidade

Cuiabá, Terça-feira 29/09/2020

Polícia - A | + A

mãe morreu de covid há dias 17.07.2020 | 08h41

Escrivã morre eletrocutada ao tocar em fio descascado

Facebook Print google plus

Reprodução

Reprodução

A escrivã da Polícia Civil Néria Regina Carvalho,42, morreu ao receber descarga elétrica do carregador de seu celular. O corpo foi achado por vizinhos sobre a cama, na noite de quinta-feira (16). Ela tinha perdido a mãe para a covid-19 há poucos dias.


Conforme informações, vizinhos notaram a ausência da mulher durante todo o dia e foram até a casa dela. Chamaram, mas ninguém atendeu. A porta foi arrombada e a mulher encontrada caída sobre a cama. Ao lado estava o celular conectado ao carregador, que estava com parte do fio descascado.


O Sindicato dos Escrivães da Polícia Civil (Sindepojuc) foi procurado e informou que a descarga elétrica foi o que levou a servidora à morte. A instituição ainda não emitiu nota sobre a perda.


O Sindepojuc informou que a mulher tinha cabado de sair do banho e foi atender ao celular, quando tocou no fio desencapado, com carga de 220 volts, e morreu. Ela estava sozinha e não houve socorro.

 

Por meio de nota a Polícia Civil lamentou a morte da servidora.

“Magnifica policial que prestou os seus trabalhos com destaque por onde passou e que por quase duas décadas se dedicou, se entregou a Polícia Civil. Neste momento, queremos confortar os familiares e agradecer com muita satisfação e orgulho a atuação da escrivã para os trabalhos e desenvolvimento da Polícia Civil”, disse o delegado-geral Mario Demerval.

 


Quando os vizinhos acharam a vítima, chamaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas os socorristas atestaram o óbito da escrivã. Ela estava sobre a cama, vestindo apenas roupas íntimas.


Na rede social da mulher muitos amigos deixaram sua homenagem e lamentaram o falecimento repentino.


A servidora estava lotada na Delegacia de Delitos de Trânsito (Deletran) e atuava como escrivã há 20 anos.


Ela morava com o filho, mas ele não estava no momento. A mãe da servidora também residia na casa, mas morreu de covid-19 há menos de 15 dias.


“Quando a conheci já amei ,ela , o jeito de ser intensa ,amava a vida alegre Alto astral, extrovertida, mas tenho certeza que ela foi brilhar lá no céu, está nos braços do senhor”, diz uma das mensagens.

 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Na sua opinião, por que tantos candidatos milionários querem entrar na política?

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 29/09/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 25,45 2,41%

Algodão R$ 95,03 0,69%

Boi a Vista R$ 138,00 0,00%

Soja Disponível R$ 63,80 -2,74%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.