Publicidade

Cuiabá, Quinta-feira 26/11/2020

Polícia - A | + A

CASO ISABELE 31.07.2020 | 12h02

Presidente de Federação de Tiro será investigado; ouça o áudio

Facebook Print google plus
Pablo Rodrigo e Yuri Ramires

redacao@gazetadigital.com.br

Otmar de Oliveira

Otmar de Oliveira

Atualizada às 12h16 - Polícia Civil responsável pelo 'Caso "Isabele' vai investigar a conduta do presidente da Federação de Tiro de Mato Grosso, Fernando Raphael Ferreira de Oliveira, que esteve na casa em que ocorreu a tragédia, no condomínio Alphaville I.

 

Conforme o apurou, os investigadores já estariam com um áudio de Fernando, que foi encaminhado em um grupo de whatsapp da Federação, informando do ocorrido. Segundo informações de bastidores, a conotação do áudio seria em proteger a família da adolescente.

 

Fernando diz que vai ‘esclarecer’ o que aconteceu já que tinha muita gente falando ‘merda’. “Estou desde ontem 22h atendendo a família sobre o que aconteceu aqui. Atirador nosso, Marcelo Cestari, atira ele a esposa e os 3 filhos, trigêmeos”, começa. Segundo o presidente, a família treinou no sábado e no domingo, dia da tragédia que vitimou Isabele, eles foram guardar as armas.

 

“Uma das gêmeas se despediu do namorado, pegou um case que sobrou em cima da mesa e levou para cima, para guardar no cofre. Uma amiga dela estava no quarto, no banheiro (...), ela chamou a amiga e foi até o banheiro, passou pelo closet. Bateu na porta e quando a amiga abriu, caiu a arma que estava dentro do case. Com uma mão, ela juntou a arma e o case com outra, quando aconteceu o disparo”.

 

Fernando, que também é policial militar, contou que a arma tem o calibre ‘aliviada’ e estava carregada – arma que o pai usava para tráfego e segurança do acervo. Ele também acrescentou que acompanhou todo o procedimento da Polícia no local.

 

'Imprensa quer achar um culpado'

O presidente declarou que estava conseguindo administrar todos os canais de comunicação. “Não tem o que dizer, aconteceu uma tragédia, a imprensa infelizmente tá querendo achar um culpado. Menina de 14 anos que atira, né? Aquela coisa toda que a gente sabe como funciona, tá bom?”.

 

Além disso, completou dizendo que ‘qualquer especulação fora disso, não existe’. “Peço que gestores das federações divulguem isso, se puder, ou qualquer dúvida pode entrar em contato comigo que tenho o maior prazer de esclarecer”.

 

Por fim, diz que estão em luto. ‘É uma situação chata e vamos passar por isso. Nosso esporte vai sobreviver como sempre, tá? Obrigado”.

 

Outro lado

Procurado pelo Fernando Raphael disse que não foi notificado oficialmento  e se revoltou com a informação de que será investigado.

 

"Assim que eu tomar conhecimento oficial sobre o pedido de investigação contra mim, irei me manifestar publicamente sobre o pedido", disse bastante exaltado.

 

Vídeo

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Leo Figueiredo - 01/08/2020

O TIRO NÃO FOI NA NUCA, FOI NO ROSTO, A QUEIMA ROUPA. SEGUNDO O LAUDO...!

1 comentários

1 de 1

Enquete

Você concorda com o retorno das aulas presenciais em fevereiro ou acha melhor esperar a vacina?

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 25/11/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 62,00 -1,59%

Algodão R$ 123,62 1,02%

Boi à vista R$ 254,10 -1,15%

Soja Disponível R$ 159,00 -2,90%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.