Publicidade

Cuiabá, Sábado 26/09/2020

Polícia - A | + A

Almoço em família 06.08.2020 | 17h03

Primo de Isabele relembra suas últimas horas de vida

Facebook Print google plus

Arquivo pessoal

Arquivo pessoal

Um primo de Isabele Guimarães Ramos, cuja identidade não será revelada, deu detalhes sobre o último almoço em família na casa da adolescente, no condomínio Alphaville, em Cuiabá. Isabele morreu no dia seguinte, com um disparo na cabeça efetuado por uma amiga, que também mora no condomínio.


O jovem, que foi entrevistado pelo repórter Bruno Pinheiro, da TV Vila Real, relembrou o último almoço em família de Isabele, realizado em sua casa. Felizes, a família não imaginava a tragédia que iria acontecer no domingo seguinte, 12 de julho.


“Ela recebeu minha família com tanta graça, era uma época que a gente tava se aproximando muito. Tinha uma mesa cheia de velas, nós almoçamos todos felizes. E depois disso tivemos um momento de conversa, ela falou sobre aspectos pessoais da vida dela e conversamos bastante”, conta.

 

Leia também - Médico diz não ter como saber se corpo de Isabele foi arrastado no banheiro


Após o almoço, eles conversaram sobre assuntos da vida pessoal de Isabele. No entanto, ela não revelou nenhuma intriga ou problema que estava passando. “Ela contou coisas da vida dela, mas nada profundo, nem algum tipo de conflito que ela tinha na época. Ela só falou de coisas do ensino médio, de matérias que tinha dificuldade, coisas que ela gosta de comer, nada suspeito”, relembra.


Quando criança, o jovem diz que Isabele sonhava em ser Designer em Paris. Mais recentemente, ela pensava em seguir carreira médica, assim como o pai dela, Jony Soares Ramos, que era neurocirurgião. Em 2018, ele morreu na estrada para Chapada dos Guimarães, após bater em uma vaca.

 

"Ela não era vazia, ela sempre teve vontade de viver e ter sonhos. Muito triste imaginar um futuro sem esse brilho dela", relembra com carinho da prima.


A tragédia
De acordo com o rapaz, ele lembra que no domingo estava em seu quarto, quando tarde da noite, sua mãe começou a gritar. Foi neste momento que ele soube que a prima tinha levado um tiro acidental, segundo disse a mãe. “Eu tentei imaginar o melhor, que fosse raspão ou um lugar inofensivo, no máximo teria que levar no médico. Mas, mais tarde, no final da noite, recebi a triste notícia”, lamenta.


A família logo seguiu para a residência da família Cestari. Ele conta que tinha muitas pessoas no local, a maioria curiosa. O ambiente, segundo ele, era de muita tristeza.


“Era um ar de tristeza e de incredulidade, uma vida tão jovem ser interrompida de repente. Isso deixou muita gente confusa, inclusive eu. Foi uma noite difícil. Eu infelizmente vi o corpo dela sendo levado pelo transporte do IML”, disse, com pesar.

 

Veja o vídeo

 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Onze candidatos disputam o Senado, você acha que o número amplia o leque de propostas ou mostra a desunião da classe política?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 25/09/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,50 -0,51%

Algodão R$ 91,25 0,19%

Boi a Vista R$ 136,00 0,74%

Soja Disponível R$ 60,50 -0,33%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.