Publicidade

Cuiabá, Segunda-feira 06/04/2020

Polícia - A | + A

CONFRATERNIZAÇÃO 26.02.2020 | 10h44

Sargento é acusado de matar empresário a tiros em sítio

Facebook Print google plus

Reprodução

Reprodução

Um sargento da Polícia Militar é o principal suspeito do assassinato do empresário Pedro Luiz Pegorini, 58. O crime aconteceu na tarde de terça-feira (25), no sítio da vítima, em Lucas do Rio Verde (254 km ao Norte de Cuiabá). Ambos estavam em uma confraternização quando houve a discussão e suspeito atirou 3 vezes contra a vítima.

 

Leia também -Caminhoneiro fica ferido em batida durante ultrapassagem arriscada

 

Segundo informações do site Só Notícias, o comandante o 13º Batalhão de Polícia Militar, Fábio Mota de Souza, confirmou que o sargento é o maior suspeito e que o caso já foi encaminhado para a corregedoria da corporação. A Polícia Civil também investiga o homicídio.

 

A polícia está em busca do acusado, que fugiu após o crime e ainda não foi encontrado.

 

“Já determinamos o levantamento do material para saber se a arma (usada no crime) é da instituição ou de propriedade pessoal do policial. Além disso, equipes policiais de Tapurah e Itanhangá estão em diligências no intuito de encontrar esse policial para esclarecer o que aconteceu”, informou o comandante.

 

Segundo informações do boletim de ocorrências, o suspeito e a vítima eram conhecidos. O empresário o convidou para visitar sue sítio com outros colegas. A certa altura, houve a discussão entre ambos e o policial sacou uma arma. O empresário ainda correu e se trancou num quarto. Mas o acusado atirou mesmo com a porta trancada.

 

O caseiro do sítio viu a ação e chamou a polícia. Quando os agentes chegaram, a testemunha contou o que viu e os militares arrombaram a porta do cômodo em que a vítima se trancou. O homem estava caído no chão e, quando o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou ao local o homem estava morto.

 

Quando os militares chegaram o suspeito já tinha fugido.

 

Segundo a assessoria da Polícia Militar, o sargento vai responder pelo crime na Justiça comum, porque estava de folga e também à corregedoria por conta do desvio de conduta.

 

O empresário era muito conhecido na cidade, foi um dos fundadores e dono da primeira funerária de Lucas.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

A cloroquina está liberada para o tratamento dos pacientes do coronavírus no Brasil, mas a polêmica continua

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 06/04/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,00 0,00%

Algodão R$ 92,44 0,16%

Boi a Vista R$ 134,22 -0,47%

Soja Disponível R$ 65,00 0,15%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.