Publicidade

Cuiabá, Sábado 26/09/2020

Polícia - A | + A

R$ 60 mil encontrados 12.08.2020 | 06h42

Secretária de Saúde e mais 3 são afastados de cargo em MT

Facebook Print google plus

PF

PF

Atualizada às 8h45 - Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (12) em Confresa (1.160 km a Nordeste de Cuiabá), a 4º fase da Operação Tapiraguaia, com objetivo de cumprir 23 mandados de busca e apreensão, além de 6 afastamentos cautelares de função pública, entre elas a secretária de Saúde da cidade, bem como a ex-secretária de Educação e o dono de um laboratório. Outras 3 medidas de proibição de contratar e renovar contratos. A ação investiga desvio de recursos federais nas áreas da educação, saúde e infraestrutura, com prejuízo avaliado em R$ 4,5 milhões.

 

De acordo com as informações, a ação é resultado da investigação da PF para apurar desvios de recursos públicos da saúde e educação em Mato Grossoalho do Ministério Público Federal (MPF) e a Controladoria-Geral da União (CGU). Ao menos R$ 60 mil em espécie foram encontrados na casa de um dos investigados.

 

Ao menos 50 homens da Polícia Federal estão nas ruas do município cumprido as ordens judiciais. Ainda não há informações de quem são os alvos da nova fase, bem como o nome das pessoas afastadas dos cargos. 

 

Fraudes em licitação 

Nessa nova fase, o objetivo é subsidiar investigação sobre fraudes licitatórias, as quais atingiram recursos públicos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Além disso, a polícia também apura fraudes na execução de serviços de exames laboratoriais da Secretaria Municipal de Saúde.

 

A PF aponta que pelo menos duas licitações do PNAE foram fraudadas em 2017. Em ambas, o objeto era a contratação de empresa fornecedora de gêneros alimentícios para a merenda escolar.

 

As investigações também mostram que uma licitação que deveria ter sido realizada em 2018 para contratação de laboratórios de análises clínicas foi dispensada indevidamente. O certame deveria ter como objeto a prestação de serviços para a população de Confresa e região.

 

Os crimes praticados com recursos do PNAE têm potencial impacto, quantitativa e qualitativamente, tendo em vista tratar-se de verbas destinadas aos serviços da educação para a população, principalmente a de baixa renda. Muitas vezes estas pessoas têm na merenda escolar sua única fonte de alimentação diária.


Da mesma forma, nos crimes praticados com recursos destinados à saúde, a população carente é a mais atingida. Adultos, jovens e crianças dependentes do Sistema Único de Saúde (SUS) não conseguiam realizar exames clínicos em razão das fraudes investigadas.

 

Nome da operação

O nome da operação é uma referência à “Vila de Tapiraguaia”, núcleo de povoação que originou o município de Confresa/MT. A palavra “tapiraguaia” é uma fusão dos termos Tapirapé e Araguaia. (Com informações da assessoria de imprensa)

Galeria de fotos

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Onze candidatos disputam o Senado, você acha que o número amplia o leque de propostas ou mostra a desunião da classe política?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 25/09/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 18,65 -0,80%

Algodão R$ 91,80 -0,03%

Boi a Vista R$ 136,00 0,00%

Soja Disponível R$ 70,50 -1,12%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.