Publicidade

Cuiabá, Quinta-feira 26/11/2020

Política de MT - A | + A

Deu em A Gazeta 21.10.2020 | 10h32

Abílio 'recruta' servidores para campanha

Facebook Print google plus
Lázaro Thor Borges

lazaro@gazetadigital.com.br

Reprodução/Facebook

Reprodução/Facebook

O candidato a prefeito por Cuiabá, Abílio Júnior (Pode), tem utilizado servidores da Câmara dos vereadores em suas ações de campanha. É o que demonstra levantamento feito pelo jornal A Gazeta. Cruzamento de dados feito pela reportagem revela que na campanha de Abílio conta como força de trabalho de servidores comissionados cujos salários são pagos pela Câmara de Cuiabá.

 

Dados da Justiça Eleitoral e do Portal da Transparência da Câmara de Cuiabá indicam que Abílio tem utilizado como prestadores de serviço pelo menos 7 servidores que estão em exercício no gabinete do seu candidato a vice-prefeito, o também vereador Felipe Wellaton (Cidadania).

 

Foram utilizados na campanha de Abílio os servidores M. A. R., M.E.D.S.S., J.E.A., H.L.L.S., G.R.S., A.R.D.S.M. e M.M, todos do gabinete de Wellaton. Estes servidores recebem salários que vão de R$ 3 mil a R$ 7 mil, conforme o cargo.

 

Além do trabalho em que são remunerados com dinheiro público, os servidores também trabalham diretamente na campanha de Abílio. Ao todo, a utilização de servidores da Câmara na campanha gerou a Abílio e seu vice uma economia de cerca de R$ 7,3 mil, segundo dados declarados pela campanha do próprio candidato à Justiça Eleitoral.

 

Na documentação entregue por Abílio, os serviços são classificados como “doação” e, por conta disso, entraram na declaração de receita do candidato. Não é possível saber, porém, se estes servidores estavam em horário de trabalho quando trabalharam na campanha do candidato do Podemos.

 

Decreto publicado no dia 14 de setembro pelo presidente da Câmara, Misael Galvão (PTB), determina que a carga horária de todos os servidores comissionados deve obedecer ao horário de funcionamento da Câmara, que é das 7h30 às 13h30.

 

Outro lado
Em nota, a campanha de Abílio e Wellaton afirma que: “Todos os servidores atuais batem ponto digital e exercem suas funções diárias e que todos estão de forma voluntária após o expediente; Ao fazer a doação estimada, levamos em consideração um salário mínimo como base.

 

Os que estão trabalhando na campanha, todos foram exonerados, conforme exige a legislação vigente. A campanha Abílio/ Wellaton, assim como os candidatos sempre pregaram no seu mandato, primam pelo zelo à coisa pública e combatem veementemente o uso da máquina pública em benefício de candidato ou terceiros”.

 

Leia mais notícias sobre Política de MT na edição do Jornal A Gazeta

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Léo Lima - 21/10/2020

Hipocrisia a gente ver aqui !!

1 comentários

1 de 1

Enquete

Você concorda com o retorno das aulas presenciais em fevereiro ou acha melhor esperar a vacina?

Parcial

Edição digital

Quinta-feira, 26/11/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 62,00 -1,59%

Algodão R$ 123,62 1,02%

Boi à vista R$ 254,10 -1,15%

Soja Disponível R$ 159,00 -2,90%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.