Publicidade

Cuiabá, Segunda-feira 19/10/2020

Política de MT - A | + A

ATAQUES CONTRA ABÍLIO 18.10.2020 | 13h59

'Adjetivos são a forma de desqualificá-lo', diz vice de Abílio

Facebook Print google plus
Fernando Soares, Vitória Lopes e Yuri Ramires

Chico Ferreira

Chico Ferreira

Felipe Wellaton (Cidadania) saiu em defesa do seu parceiro de chapa na disputa à Prefeitura de Cuiabá, Abílio Júnior (Pode). Segundo ele, a narrativa de adjetivos criada em cima de Abílio é a ‘única forma de desqualificá-lo’. Wellaton é vice na chapa com Abílio, mas juntos prometem um mandato com ‘dois prefeitos’.

 

Felipe acompanhou atento ao primeiro debate dos candidatos ao cargo de prefeito na manhã de quinta-feira (15), nos estúdios da TV Vila Real. A cada colocação de Abílio, ele balançava a cabeça, confirmava o que ele dizia e ainda acrescentava explicações. Quem esteve do lado de foro do estúdio acompanhou suas reações.

 

Enquanto Abílio estava ao vivo, ele conversava com jornalistas, com a equipe da sua campanha e também com adversários. No final, o candidato conversou com a equipe do e falou sobre a inquietação de alguns eleitores, que preferiam ter ele como 'cabeça' da chapa com Abílio. Para Wellaton, por serem diferentes, é o que torna a candidatura importante e democrática. 

 

“Isso está no programa eleitoral e também no diálogo com a cidade, somos pessoas diferentes, mas a nossa gestão é conjunta. A democracia não é união de dois iguais. A verdadeira democracia são pessoas que pensam de formas diferentes e também querem agregar as suas propostas, ideias para melhoria da cidade e, consequentemente, da vida da população”, afirmou.

 

Ataques a Abílio

Desde que começou a exercer seu mandato de vereador por Cuiabá, Abílio foi centro de várias polêmicas e no meio delas, foi chamado de ‘louco’ várias vezes. Também é conhecido pelo fundamentalismo religioso. Ele é evangélico e defende bandeiras conservadoras. Foi acusado ainda de ser homofóbico e machista.

 

“Acredito que essa narrativa de adjetivos que têm sido colocados para ele é a única forma de desqualificá-lo. Abílio é o cara que mais conhece de saúde pública, defende o Sistema Único de Saúde (SUS), que quer inovação para a saúde de Cuiabá, que combate uma quadrilha que roubou mais de R$ 82 milhões em 12 anos em MT”, argumentou o candidato à vice.

 

João Vieira

Abílio Júnior e Felipe Wellaton - debate

 

Para Felipe, como não podem chamar Abílio de corrupto, o 'jeito' é colocar adjetivos por conta de sua personalidade e que ‘isso também é preconceito’. “Também é bullying e nos temos que combater essa narrativa agressiva. Falam tanto que ele é agressivo e por quê? E faço essa pergunta, será que os outros candidatos também não são agressivos com o Abílio?”, questiona.

 

Uma das propostas da dupla é fazer um diálogo e o acolhimento da cidade, mas sem dividi-la. “Não queremos divisão entre periferias e centro, negros e brancos, direita e esquerda, nós precisamos fazer uma cidade para pessoas, que é o nome da nossa coligação – Cuiabá para pessoas”.

 

Amarelou

Oposição dura contra o atual prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), que concorre à reeleição, Wellaton criticou a ausência do gestor no debate, que seria a ‘grande cereja do bolo’. “Ele seria indagado sobre a sua falta de gestão, mas amarelou. Não quis debater com a cidade e isso mostra não só o despreparo, mas também como ele não está preocupado em ouvir as pessoas, apenas falar”.

 

Considerou ainda que Abílio foi muito bem no debate, falando de suas propostas, bem como as inquietações, como o ‘monopólio do lixo’. “Debate político é isso. São diferenças expostas na televisão, para os eleitores, mas também com o objetivo de trazer soluções para a cidade e seus moradores”.

 

Formado na Universidade de Cuiabá, ele conta que Cuiabá é uma cidade rica de orçamento, mas que a população é pobre. “Nós estamos andando muito e as pessoas tem nos abraçado. Não queremos dividir a cidade. Estamos indo aos bairros carentes, onde falta serviço púbico, atendimentos. Nosso foco é esse”, desatacou.

 

João Vieira

Abílio e Wellaton

 

Ele acrescentou que a cidade é carente de arborização, de educação, de asfalto e segurança e que apesar de ter orçamento para investir na qualidade de vida dos moradores, nada acontece. “A gente tem que resgatar isso”.

 

Rumo político

Felipe Wellaton afirma que seu foco é Cuiabá. “Não estou pensando em deputado estadual ou federal, estou pensando em Cuiabá, nessa quadrilha que está instalada na cidade, nos monopólios do lixo, da saúde, transporte, iluminação. Nós temos uma guerra travada, Cuiabá está quebrada”.

 

Sua caminhada política começou em 2016, quando foi eleito vereador na mesma legislatura que Abílio. Wellaton é empresário e ativista nas causas sociais, atuando no trabalho voluntário e criador do ‘Coletivo Cuiabá’, que desenvolve atividades sociais para crianças em bairros periféricos.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Como você avalia a ausência de um candidato convidado para debater com adversários?

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 19/10/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,32 -1,02%

Algodão R$ 91,99 -1,10%

Boi a Vista R$ 134,25 -1,20%

Soja Disponível R$ 64,90 0,93%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.