Publicidade

Cuiabá, Sexta-feira 14/08/2020

Política de MT - A | + A

trégua 15.06.2020 | 11h19

Após reunião, Mendes e Pinheiro confirmam 60 novos leitos de UTI

Facebook Print google plus

Divulgação

Divulgação

O governador Mauro Mendes (DEM) e o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), decidiram abrir 60 novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em Cuiabá e Várzea Grande para o enfrentamento à pandemia da covid-19. O anúncio foi feito após a reunião por teleconferência, realiza na manhã desta segunda-feira (15), após semanas de troca de acusações.

 

"Nós decidimos que o governo abrirá 30 leitos no Hospital Metropolitano. A Prefeitura de Cuiabá, com o financiamento do Estado ou do governo federal, vai abrir mais 30 leitos, dos quais 10 já estão em curso", disse Mendes ao final da reunião.  

 

Leia também - Estado investe R$ 46 mi no combate à pandemia

 

A decisão ocorre após Mauro ter acusado Pinheiro de fechar 40 leitos de UTI após receber quase R$ 42 milhões do Ministério da Saúde.  A denúncia, sobre o uso desse recurso para outras finalidades, é investigada pelos Ministérios Públicos Federal e Estadual. 

 

Durante a reunião ainda ficou decidido que o Estado fornecerá 10 aparelhos respiradores para a Capital. Também haverá aumento de testagem na população. Cuiabá pretende realizar 300 testes diários. Já o Estado aumentará a capacidade de testes no Laboratório Central do Estado (Lacen).  

 

Mendes e Pinheiro também decidiram unificar o protocolo de atendimento e tratamento às pessoas que estão infectadas ou com suspeita da doença. Também será realizada uma reunião na tarde desta segunda-feira com equipes médicas do Estado, de Cuiabá e Várzea Grande, além de representantes do Conselho Regional de Medicina (CRM) e da Assembleia Legislativa.  "Queremos adotar protocolo único para governo e municípios atendam na atenção básica e no tratamento da doença", explicou o governador.  

 

O presidente da Assembleia, Eduardo Botelho (DEM), comemorou o resultado da reunião e disse que as decisões tomadas salvarão vidas em Mato Grosso. "Decisões importantes foram tomadas aqui, certeza que vai salvar pessoas. Aumentar os números de UTIs, aumentar o número de testagem e tratamento precoce vai salvar muita gente. A Aassembleia vai acompanhar".

 

A reunião contou ainda com a presença dos secretários de Saúde de Cuiabá e Estado, Luiz Antônio Possas de Carvalho e Gilberto Figueiredo, o vice-governador Otaviano Pivetta (PDT) e o deputado federal Emanuel Pinheiro Neto, o 'Emanuelzinho' (PTB).

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Rosa Simas - 15/06/2020

Vocês tem é que adotar a Hidroxicloroquina para quem apresentar os primeiros sintomas e não quando o paciente estiver em estado grave, afinal vocês querem colocar toda população na UTI, porque é essa impressão que passa. Mudem o protocolo e comecem a adorala já nas consultas médicas, montem um Kit e realmente curem os invectados, chega de politicagem com a vida do povo.

1 comentários

1 de 1

Enquete

Toda a polêmica envolvendo a morte da adolescente é por dúvida se o tiro foi acidental?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 14/08/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 24,35 0,62%

Algodão R$ 91,52 0,44%

Boi a Vista R$ 131,44 0,27%

Soja Disponível R$ 67,40 0,75%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.