Publicidade

Cuiabá, Quinta-feira 22/10/2020

Política de MT - A | + A

APÓS RECUO 31.08.2020 | 21h59

Bolsonaro apoia a coronel Fernanda ao Senado e pede campanha sem ataques

Facebook Print google plus
Noelisa Andreola

noelisa@gazetadigital.com.br

Otmar de Oliveira

Otmar de Oliveira

O Patriotas voltou atrás e liberou a candidatura ao Senado da coronel Rúbia Fernanda, após atritos internos. A convenção  ocorreu nesta segunda-feira (31), na Associação dos Oficiais da Polícia e Bombeiro Militar de Mato Grosso (ASSOF).


O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), por vídeo, disse que decidiu manter a candidatura da coronel. Segundo ele, por ser uma suplementar ao Senado, em razão da pandemia da covid-19. Porém, deixou claro que não irá se envolver em campanhas para prefeituras. Fernanda foi exceção.


"Eu não irei entrar em eleições municipais porque são quase seis mil municípios no Brasil e eu ficaria sem trabalhar. Mas como a da coronel Fernanda é uma campanha isolada de Mato Grosso para o Senado, nós podemos encarar. E seu Deus quiser teremos sucesso", afirmou.

 

Leia também - 'Patriotas volta atrás, faz convenção e aprova candidatura de coronel ao Senado'


De acordo com o presidente, a pré-candidata se encaixa nos requisitos necessários para corroborar com o legislativo mato-grossense. "Ela é uma policial militar está na linha de frente combatendo a criminalidade é mulher e evangélica, então se associa exatamente a aquilo que nós queremos. Vamos buscar elege- lá senadora. Ela vai ser uma pessoa que estará enterrada nas questões e econômicas do Estado", enfatizou.


Bolsonaro ainda pediu uma campanha limpa, sem ataque aos adversários, Para ele, a candidata precisa fazer uma eleição mostrando que tem o apoio do presidente da República, dos militares e dos evangélicos.


Fernanda compactuou com a fala do presidente e disse que não perderá tempo atacando oponentes. "O tempo que eu perderia falando mal dos outros, eu vou falar bem de mim, o tempo que eu vou perder desconstruindo o outro, eu vou construir a mim coronel Fernanda, como uma nova política em Mato Grosso. Eu venho com propostas novas, eu quero ser o novo eu quer ser a esperança de Mato Grosso", finalizou.

 

O partido conta com o ex-deputado federal Victório Galli na primeira suplência e o militar, tenente Luciano Esteves, como segundo suplente. 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

cidão - 31/08/2020

tomara que na politica ela faz alguma coisa de verdade,porque no caso do aluno kobaishy morto em um treinamento em caceres na década de 90.ficou calada,e enfrente abra ojogo não omita iguail emitu a verdade na epoca,a polica é diferente.

1 comentários

1 de 1

Enquete

Como você avalia a ausência de um candidato convidado para debater com adversários?

Parcial

Edição digital

Quinta-feira, 22/10/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 57,50 1,77%

Algodão R$ 118,67 3,64%

Boi a Vista R$ 242,24 0,00%

Soja Disponível R$ 156,30 0,35%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.