Publicidade

Cuiabá, Terça-feira 27/10/2020

Política de MT - A | + A

Emendas da Saúde 18.07.2020 | 17h00

Bolsonaro libera R$ 40 mi em emendas e Jayme quer mais R$ 100 mi

Facebook Print google plus

Mayke Toscano/Secom

Mayke Toscano/Secom

O Ministério da Saúde creditou R$ 40 milhões para 106 municípios de Mato Grosso através de emendas do senador Jayme Campos (DEM). O pagamento foi efetivado na quarta-feira (15) na conta da saúde dos municípios.

 

Agora, o senador articula em Brasília para conseguir outros R$ 100 milhões somente para fazer frente a pandemia da covid-19 e o equilíbrio das finanças públicas municipais, afetadas por conta das medidas das restrições as atividades de serviço e comércio.


“Estes recursos irão garantir aos municípios condições para fazer o enfrentamento a pandemia e atender a demanda da população por mais saúde”, disse o senador mato-grossense agradecendo o apoio do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), em acelerar a liberação dos recursos e do ministro interino da Saúde, o general Eduardo Pazuello, que prontamente atendeu a demanda por entender que a mesma se justifica e está voltada para este momento de enfrentar à covid-19.

 

Leia também - Em live, Emanuel anuncia mais 20 leitos de UTIs em Cuiabá

 

Jayme disse que reforçou para o ministro interino da Saúde e para o presidente do Senado a necessidade de ajudar os prefeitos e governadores reforçando a participação de órgãos de controle como Ministério Público Federal e Estadual, Tribunais de Contas da União e dos Estados, e em alguns casos dos municípios e as Controladorias Gerais da União e dos Estados para ajudar na aquisição em medicamentos, insumos e equipamentos.


“Os órgãos de controle tem um papel mais do que preponderante, ajudar os gestores a promoverem compras com preços justos e que atendam a maior parte da população, principalmente aqueles que necessitam do Sistema Único de Saúde (SUS) que é gratuito, evitando assim a formação de cartel de alguns que desejam lucrar em um momento deste”, explicou o democrata.

 

O senador destaca que os recursos permitirão que os prefeitos reforcem os orçamentos de saúde de suas cidades e promovam as aquisições necessárias e com preços equilibrados, já que em tempos de pandemia e da falta de matéria prima muitos medicamentos, insumos acabaram tendo um crescimento acima da expectativa.


Ele aproveitou para defender que os governos federal e de governo de Mato Grosso, mantém estruturas nos hospitais regionais em 5 pólos impedindo assim que haja uma migração excessiva de pacientes do interior para os municípios da baixada cuiabana e garantindo um atendimento mais humanizado.

 

“O governo federal entrando com os recursos e o Estado e Municípios com estruturas e pessoal poderemos solucionar quase 70% dos problemas de saúde em todas as 141 cidades de Mato Grosso de forma definitiva”, destacou o senador. (Com assessoria)

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Com abertura do comércio, bares, igrejas e retomada de festas, você já retomou à rotina?

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 27/10/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 61,50 0,82%

Algodão R$ 126,85 1,32%

Boi à vista R$ 247,18 2,04%

Soja Disponível R$ 163,50 1,24%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.