Publicidade

Cuiabá, Terça-feira 01/12/2020

Política de MT - A | + A

ELEIÇÕES SUPLEMENTARES 19.10.2020 | 14h42

Candidatos falam de segurança, endividamento e repetem ataque

Facebook Print google plus

Reprodução

Reprodução

Candidatos de Mato Grosso que buscam vaga no Senado falam de propostas para agricultura familiar, pena para pedófilos, saúde e redução de endividamento. Carlos Fávaro repete programa e ataca adversário.

 

Leia também - Após pesquisas, Emanuel decide partir para ataque e não perdoa nem aliados

 

O candidato Nilson Leitão (PSDB) lembrou seu mandato de deputado Federal e as emendas trazidas para o estado que atenderam os 141 municípios. Também ressaltou propostas voltadas para saúde e infraestrutura que irão resolver problemas das cidades menores até as maiores do Estado.

 

A coronel Fernanda (Patriota) destacou ações de combate aos crimes sexuais e quer endurecer penas para pedofilia.
Valdir Barranco (PT) se definiu como o “povo no Senado” e mencionou projetos voltados para todos os setores, principalmente a agricultura familiar. Citou que a maioria de suas propostas apresentadas na Assembleia Legislativa (AL) foram aprovadas e quer repetir o feito no Senado.


Elizeu Nascimento (DC) destacou que é militar, assim como presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), e que participou da campanha presidencial que o elegeu em 2018. Esse apoio do presidente fará diferente se for eleito.
Reinaldo Morais (PSC) não teve tempo para discurso e chamou o eleitor para visitar suas redes sociais.


Pedro Taques (Solidariedade) destacou a experiência e que “Senado não é brinquedo”.


Carlos Fávaro (PSD) repetiu vídeo anterior em que ataca o oponente Nilson Leitão. Fávaro citou as conquistas nos 150 dias em que está como senador interino. Tais feitos ele atribui a boa relação com o governo federal e o presidente Jair Bolsonaro. Mencionou que Leitão é do mesmo partido que o governador João Doria, oponente ao presidente. Ele compara que é melhor escolher uma pessoa “amiga” de Bolsonaro, do que eleger nome de oposição ao chefe do Executivo federal.


Euclides Ribeiro (Avante) propôs projetos para redução do endividamento da população, implantação de educação financeira na escola e do programa Nome Limpo.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Com o resultado da eleição, você acredita em uma Cuiabá melhor a partir de 2021

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 01/12/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 60,50 -0,82%

Algodão R$ 127,85 0,33%

Boi à vista R$ 254,60 0,64%

Soja Disponível R$ 154,50 0,32%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.