Publicidade

Cuiabá, Quarta-feira 27/05/2020

Política de MT - A | + A

COVID-19 CHEGA O PICO DIA 10 03.04.2020 | 12h38

Cuiabá prorroga decreto e governo anuncia novas medidas

Facebook Print google plus

Chico Ferreira

Chico Ferreira

Coronavirus / COVID-19

Diante das projeções que apontam o pico da curva de contaminação pelo coronavírus Covid-19 entre 10 de abril e 10 de maio, o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), irá prorrogar o decreto de isolamento em vigor desde o dia 23 de março. Pela regra atual, as medidas acabariam no próximo domingo (5). O prazo do novo decreto não foi informado. O governo do Estado também irá anunciar novas medidas.


Leia também -Medidas de combate seguem as mesmas após 1º morte

 

A projeção de contaminados pelo coronavírus segue o que divulgou o Ministério da Saúde, no entanto, a assessoria do governo informou que um número mais exato só pode ser calculado após a confirmação de 50 casos. O que deve ocorrer ainda nesta sexta-feira (3) se o fluxo de infectados seguir o registrado nos últimos dias.


O isolamento social é medida que se impõe por diminuir o transito de pessoas infectadas e, consequentemente, reduzir os riscos de multiplicação dessa contaminação. Ele adia a chegada do pico de casos, o que dá mais tempo para que novas ações sejam feitas para minimizar os impactos, como investimento em estrutura para receber pacientes e contenção de danos à economia.


O decreto municipal estabelece que comércios fiquem fechados, eventos estão proibidos, velórios limitados a 10 pessoas por vez, entre outros itens que vetam aglomeração de pessoas. Apenas estabelecimentos considerados essenciais estão autorizados a atenderem a população, como mercados e farmácias, mesmo assim cumprindo medidas severas de higiene.


“Não se deve flexibilizar nada quando se está em jogo a saúde e a vida da população. Nada é mais importante do que a vida.

Economia a gente recupera. Vamos nos unir e recuperar. Vida não se recupera. Só tem uma”, informou o prefeito ao .


Os gestor ressaltou que todas as medidas tomadas têm por base critérios técnicos e científicos. Com respaldo da Organização Mundial da Saúde e do Ministério da Saúde. “As medidas tem alto grau de responsabilidade e deverão ser tomadas, prorrogadas, sim”, frisou.


Seguindo a linha de restrições para combate ao coronavírus, o governador Mauro Mendes (DEM) também anuncia novas medidas para o período de pandemia. Uma coletiva de imprensa está marcada para a tarde desta sexta-feira (3).

 

O último decreto estadual sobre isolamento não tem prazo de validade. Até o momento são 41 casos confirmados em Mato Grosso, 297 suspeitos e uma morte.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

ezequiel rosa gomes - 10/04/2020

prorrogar o IPTU para pelo menos um mês nem pensar né... gostaria de levantar aqui uma hastag ...#IPTUemcuiabasóem2021 vamos deixar de pagar ...já que o prefeito acha que os autônomos não precisam trabalhar então a prefeitura não precisa receber ..ok...valeu

ANTONIO L R SILVA - 06/04/2020

Projeção de morte de 1 para 2. O senso de proporções é inacreditável ou má fé com público trabalhador?

ADELAIDE PAES DE BARROS - 04/04/2020

O que é engraçado é que vc não vê falar de que os politicos e seus familiares não estão nem gripados.

Juliano kunze - 04/04/2020

É só aguardar o caos chegar. Quando começarem a saquear, a criminalidade aumentar e a barriga começar a doer. Daí eu quero ver os defensores do isolamento mudarem de ideia. Povo sem Fé!!!

Ricardo lima - 04/04/2020

Prefeito o senhor vai quebrar todos os Cuiabanos!

Josiane da Silva barbosa - 04/04/2020

" Já chega!!!! Já chega!!! Sr° Prefeito, todos os cidadãos brasileiros estão sabendo do vírus estão sim tomando suas precauções de cuidados, parar e parar tudo não adianta de nada, preocupado com a super lotações nos hospitais sempre houve, não será agora que mudará esse cenário, e todos casos confirmados corona vírus maioria deles estão em hospitais particulares, e mais pobre não viaja apenas trabalhar agora excelentíssimo manter os pobres em casa passando necessidades, enquanto senhora está numa missão e falando fica em casa é FÁCIL muito FÁCIL,( NO MEU VER SER INSISTIR NESSE DECRETO APENAS EM BENEFÍCIO PRÓPRIO, PARA AUMENTAR SUA CONTA, POVO É BURRO ISSO SIM, DE ACREDITAR NESSA SUA GRANDE PREOCUPAÇÃO QUE NÃO HÁ ,deixe os povos trabalhar isso sim antes que morrem é de fome...

Emerson Benicio - 03/04/2020

O isolamento está sendo ótimo para concluir o pensando de os que estão tão interessados em ficar em casa são os que não fazem falta para o restante da sociedade

Adildo Jacinto de Oliveira filho - 03/04/2020

É evidente o desrespeito da população às medidas de isolamento e diminuição do contato, a ignorância sobre o vírus é ainda maior, com isso, poderemos sofrer muito mais se a propagação acelerar.

Al - 03/04/2020

Vai quebrar a cidade

Rubens Almeida - 03/04/2020

Vejo que a demagogia sempre prevalece em um país de ignorantes, quebrar a economia achando que vai salvar vidas é de última, se os governantes realmente estivessem interessados em salvar vidas porque os hospitais públicos estão cheios de pessoas morrendo no corredor? Ignorantes manobráveis.

14 comentários

1 de 2
Última

Enquete

A constante troca de ministros pelo presidente Jair Bolsonaro compromete a sua gestão?

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 27/05/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,40 -1,45%

Algodão R$ 120,10 0,13%

Boi a Vista R$ 132,00 3,19%

Soja Disponível R$ 66,10 -0,15%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.