Publicidade

Cuiabá, Terça-feira 22/10/2019

Política de MT - A | + A

Sonegação 19.09.2019 | 07h23

Delator da Operação Lava Jato depõe na Assembleia Legislativa

Facebook Print google plus

André Dusek/EC

André Dusek/EC

O doleiro Lúcio Funaro, investigado na Operação Lava Jato, será ouvido nesta quinta-feira (19) na Assembleia Legislativa (ALMT), durante sessão da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Renúncia Fiscal. A comissão investiga fraude em incentivos fiscais e sonegação de impostos em Mato Grosso.

 

Leia também - Doleiro acusa ex-aliado de Taques de operar esquema em Mato Grosso

 

Funaro foi preso na Lava Jato e cumpre regime semiaberto, após acordo de delação.

 

Em sua delação premiada, ele afirmou que a JBS tinha um esquema de sonegação de Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), obtido mediante pagamentos de propinas a políticos em Mato Grosso.

 

O caso já havia sido delatado por Wesley Batista, dono da JBS, que afirmou ter pago R$ 10 milhões por ano em propinas para o ex-governador Silval Barbosa, entre os anos de 2012 e 2014, em troca da concessão de crédito de ICMS no valor de R$ 74,6 milhões.

 

O retorno também foi admitido pelo ex-governador Silval Barbosa no acordo de delação.

 

Em depoimento à CPI do BNDES, Funaro relacionou a JBS ao ex-governador Pedro Taques (PSDB), visto que o principal financiador da campanha tucano ao Senado, em 2010, era Fernando Mendonça, primo do empresário Joesley Batista, sócio da JBS. Mendonça defendia os interesses do empresário em Mato Grosso e intermediava as negociações para sonegação de ICMS do frigorífico no Estado.

 

Mendonça foi cotado para ser secretário de Fazenda (Sefaz) do governo antes mesmo de Taques vencer as eleições de 2014.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

GD

GD

Enquete

Qual sua opinião sobre o comportamento do governo federal frente ao derramamento de óleo no Nordeste?

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 22/10/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 18,00 2,27%

Algodão R$ 90,22 -0,34%

Boi a Vista R$ 126,00 0,00%

Soja Disponível R$ 75,30 -1,18%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.