Publicidade

Cuiabá, Terça-feira 14/07/2020

Política de MT - A | + A

emperrada 30.06.2020 | 19h23

Deputados alongam discussão para votar reforma da Previdência

Facebook Print google plus

Fablício Rodrigues/ALMT

Fablício Rodrigues/ALMT

Ainda não foi dessa vez que o governador Mauro Mendes (DEM) conseguiu aprovar a projeto de reforma da Previdência. Os deputados pediram mais dois dias para buscar um consenso de alguns pontos do texto e o tempo foi dado pelo presidente da Casa, deputado Eduardo Botelho (DEM). A votação está marcada para ocorrer na quinta-feira (2). Já é a sexta vez que a Assembleia Legislativa adia a votação da proposta do governador. 

 

A bancada governista e nem os deputados de oposição e os que defendem os servidores públicos estão certos dos votos que terão para aprovação da reforma da Previdência. Diante da incerteza, os deputados estão desde meados de junho protelando a apreciação e buscando um consenso. 

 

Porém, nem tudo são flores para os servidores, já é um consenso de que a reforma da Previdência precisa ser aprovada para cumprir a Emenda Constitucional 103/2019, que fez a reforma em âmbito nacional.

 

Leia também - Assembleia publica lei que garante auxílio a professores interinos

 

Mas os deputados ainda querem a inclusão de novas categorias como segurança pública e assim deixar a mudança mais amena. Os parlamentares trabalham pela inclusão dos servidores da Politec e os policiais penais para os servidores da segurança. 

 

Também querem que as regras de transição não sejam a mesma da Emenda Constituicional. A deputada Janaina Riva (MDB) disse que trabalha para que seja uma regra local, dessa forma, os deputados asseguram que qualquer mudança teria que passar por discussão da Assembleia Legislativa.

 

O deputado Paulo Araújo (Progressistas) disse que está em um processo de negociação para que seja aprovado um texto de consenso. "Tanto é que a votação terminou sendo adiada para quinta, existe consenso na emenda que disciplina 80% de média aritimética para os servidores que entraram no sistema depois de 2003. Temos outras emendas que estão sendo negociadas, como a da segurança pública, da pessoa com deficiência. Acredito que a gente chegue em um acordo até quinta-feira para votarmos em primeira votação a PEC da Previdência", disse o parlamentar. 

 

A votação está marcada para quinta-feira, às 10h.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

ILDO PEREIRA - 01/07/2020

ESSES DEPUTADOS SEMPRE QUERENDO LEVAR VANTAGENS, SEMPRE ATUANDO PARA OS SEUS, TAMBEM A ASSEMBLEIA ESTA LOTADA DE SINDICALISTA OU FUNCIONARIO PUBLICO, DEVERIA TER UMA LEI PROIBINDO ESSA PRATICA, ESTA DEPUTADO AGORA NO OUTRO PERIODO DERREPENTE SO FUNCIONARIO PUBLICO, UMA VERGONHA SO LEGISLAR PARA 5% DA POPULAÇAO.

1 comentários

1 de 1

Enquete

Você acredita na eficácia das barreiras sanitárias implantadas em Cuiabá?

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 14/07/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,95 0,25%

Algodão R$ 90,63 0,34%

Boi a Vista R$ 138,00 0,00%

Soja Disponível R$ 66,00 -0,90%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.