Publicidade

Cuiabá, Sábado 19/10/2019

Política de MT - A | + A

Acusações pessoais 12.09.2019 | 14h53

Deputados trocam ofensas na tribuna por causa de projeto do governo

Facebook Print google plus

Helder Faria/Montagem

Helder Faria/Montagem

Os deputados estaduais Ulysses Moraes (DC) e Xuxu Dal Molin (PSC) protagonizaram uma discussão acalorada na manhã de quinta-feira (12), durante a votação do projeto de lei 667/2019, que altera os cargos do MT PAR, empresa criada pelo governo para gerar investimentos no estado.

 

A discussão chegou ao nível pessoal, com troca de ofensas sobre caráter e até envolvimento de famílias. Mesmo com a discussão, o projeto foi reprovado pelo Plenário, como defendia Ulysses, por 13 votos a 6.

 

Na tribuna, os parlamentares usaram 3 minutos para trocar ofensas e acusações pessoais. O projeto em questão traz mudanças como o aumento de conselheiros fiscais e administrativos no MT PAR, o que causou a polêmica.

 

Leia também - Mauro reúne base governista e pede apoio a projetos de austeridade

 

Ulysses acusou Xuxu de votar de maneira diferente do seu posicionamento nas redes sociais e aprovar um projeto que aumenta o "cabide de empregos" e gera custos para os cofres públicos. "Vossa Excelência deveria pelo menos ler os projetos antes de vir debatê-los. Como Vossa Excelência pode votar a favor do aumento de cargos?".

 

Já Xuxu relembrou a controvérsia da contratação do pai do colega deputado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), que teria indícios de favorecimento. "Eu não nomeei meu para ser funcionário público. Não uso passagens da Casa para ir a reunião política. Não pego diária para outros fins e estou trazendo resultados".

 

Em meio às alfinetadas e acusações, Janaina Riva (MDB), que presidia a sessão, tentou acalmar os ânimos e pediu que os parlamentares não fizessem acusações pessoais. "Vamos deixar de acusações e vamos debater o projeto".

 

De autoria do Executivo, o projeto de lei previa o investimento de R$ 150 milhões no MT, empresa criada em 2012, no governo de Silval Barbosa. Ulysses apresentou uma emenda para que o atual quadro fosse mantido e conseguiu que outros 12 deputados aderissem à emenda, com a justificativa que o governo não pode aumentar os gastos.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

GD

GD

Enquete

O governo tem um ministro condenado, três denunciados e dois investigados. Está na hora de fazer trocas?

Parcial

Edição digital

Sábado, 19/10/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 18,10 -1,90%

Algodão R$ 95,42 0,15%

Boi a Vista R$ 136,00 0,00%

Soja Disponível R$ 64,10 0,00%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.