Publicidade

Cuiabá, Terça-feira 20/10/2020

Política de MT - A | + A

campanha curta 26.09.2020 | 07h35

Eleitores não conseguirão acompanhar candidatos ao Senado, diz enquete

Facebook Print google plus

Leonardo Sá/Agência Senado

Leonardo Sá/Agência Senado

Para conquistar uma cadeira no Senado Federal, 11 candidatos – sendo apenas uma mulher – entraram na disputa pela vaga deixada por Selma Arruda (Pode), cassada em 2019 por envolvimento em caixa 2 e abuso de poder econômico na sua campanha eleitoral.


Com tanto nomes para a eleição, o quis saber dos leitores: “Onze candidatos disputam o Senado, você acha que o número amplia o leque de propostas ou mostra a desunião da classe política?”. A maioria demonstrou que o eleitorado dificilmente acompanhará as propostas dos candidatos.


Conforme o resultado da enquete, aberta para votação desde o último sábado (19), 47% respondeu que “Dificilmente, devido ao pouco tempo de campanha, as pessoas vão se inteirar de todas as propostas dos candidatos”.

 

Leia também - Mato Grosso terá 11 candidatos na eleição para o Senado


Em seguida, 37% disseram que “O número de candidatos mostra cada vez mais interesse de partidos em detrimento dos anseios da população”. Por último, 19% votaram que “de qualquer forma, o número de candidatos dá mais opões para o eleitor mato-grossense”.


A eleição para a retomada da vaga de Selma Arruda inicialmente seria realizada em abril. No entanto, foi adiada por conta da pandemia da covid-19. Alguns nomes saíram da disputa e outros apareceram para a eleição, que está marcada para o dia 15 de novembro.

 

Quem são os candidatos
O fez um resumo dos candidatos. O senador interino, Carlos Fávaro (PSD), que ocupou a vaga da ex-juíza Selma por meio de uma liminar. Com apoio do PTB, PP, PV e MDB, ele tem a empresária Margareth Buzetti (PP) na primeira suplência e o ex-deputado estadual José Lacerda (MDB) na segunda.


O ex-deputado federal Nilson Leitão (PSDB) tem o ex-governador Júlio Campos (DEM) na primeira suplência e na segunda José Márcio Guedes (PL).


Os partidos de esquerda vêm com duas candidaturas no Senado. Uma delas é a do deputado estadual Valdir Barranco (PT), que tem na primeira suplência a ex-reitora da Universidade de Mato Grosso (UFMT) Mária Lúcia (PCdoB) e na segunda a ex-vereadora Enelinda Scala (PT).


A outra é a do procurador da Fazenda Nacional, Mauro César Lara de Barros (PSOL), mais conhecido como Procurador Mauro, que, como de costume, vem com chapa pura e tem na primeira suplência Gonçalina de Melo e na segunda Vanderlei da Guia.


No partido Novo, o professor da Universidade de Mato Grosso (Unemat), Feliciano Azuaga, também irá com chapa pura, com os suplentes Sérgio Antunes e Vanessa Tomizawa.

 

O ex-senador e ex-governador, Pedro Taques (SD), tentará retornar aos holofotes e conta seu ex-secretário, delegado Fausto José de Freitas da Silva (Cidadania) na primeira suplência, e como segunda Elza Queiroz (SD), ex-presidente do Sindicato dos Médicos de Mato Grosso.

 

Nesta eleição, a direita está dividida. Quatro candidatos esperavam ter apoio do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Porém, apenas a tenente-coronel Rubia Fernando (Patriota) conseguiu o feito. A única mulher na disputa, também com chapa pura, conta com Victório Galli na primeira suplência e na segunda o tenente Luciano Esteves.

 

Ainda com chapa pura, o deputado federal José Medeiros (Pode) vem com o vice-prefeito de Cuiabá, Niuan Ribeiro, como primeiro suplente e a coronel PM Zózima Dias na segunda.

 

Empresário Reinaldo Moraes (PSC) disputa a vaga com apoio da ex-senadora Selma Arruda (Pode). Ele tem na primeira suplência Gilberto Cattani (PRTB) e Neles Farias (PSC) na segunda.


Também está na disputa o deputado estadual Elizeu Nascimento (DC), que tem como primeiro suplente o pai do deputado Ulysses Moraes, Naime Márcio Martins Moraes (PSL) e na segunda conta com o coronel do Corpo de Bombeiros Paulo Selva (PSL).


Por fim, pelo Avante, quem sairá é o advogado Euclides Ribeiro, que tem como primeira suplente a professora Francileide Fontinelle (PSB) e segundo suplente o empresário Ernando Cardoso (PDT).

 

Veja o gráfico

GazetaDigital

Enquete Senado

 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Como você avalia a ausência de um candidato convidado para debater com adversários?

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 20/10/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 24,55 -0,81%

Algodão R$ 91,17 -0,16%

Boi a Vista R$ 134,63 -0,08%

Soja Disponível R$ 58,00 -1,69%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.