Publicidade

Cuiabá, Domingo 12/07/2020

Política de MT - A | + A

Queda de braço 29.05.2020 | 16h55

Emanuel cobrará na Justiça dívida de R$ 60 mi do Estado

Facebook Print google plus
Eduarda Fernandes

eduarda@gazetadigital.com.br

Chico Ferreira

Chico Ferreira

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, anunciou que entrará na Justiça para cobrar uma dívida de R$ 60 milhões que o governo do Estado tem com a Saúde do município de Cuiabá. O anúncio foi feito em transmissão ao vivo realizada nesta sexta-feira (29), no Facebook do gestor.

 

"E esse dinheiro o senhor tem que pagar. Esse dinheiro pertence à população cuiabana, pertence à população SUS. Então nem que seja na marra, por decisão judicial. Porque eu sei que o senhor é insensível, debocha do sofrimento dos outros, debocha da dor dos mais humildes, dos mais carentes e eu não. Eu não debocho. Me associo e me uno à população, principalmente os mais pobres", declarou ao governador Mauro Mendes.

 

Leia também - Governador é 'frio, calculista e leviano', critica Emanuel Pinheiro

 

Emanuel seguiu em tom duro com o governador ao dizer que, para mostrar que tem "equilíbrio, serenidade e bom senso", dando a entender que Mauro não possui esses adjetivos, primeiro tentou uma conciliação com o governo. Conforme o prefeito, a equipe do governador pediu prazo até 12 de março para regularizar a dívida.

 

"Eles [a equipe do governo] não questionaram em nenhum momento a dívida, só pediram prazo para a gente sentar perante o Tribunal de Justiça para compor a dívida. E, no entanto, eles empurraram, protelaram, aí veio a pandemia uma semana após e até hoje não conseguimos sentar novamente".

 

Emanuel destacou que o secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, reconhece a dívida, porém questiona o valor. "Ele fala que não é R$ 60 milhões, ele fala que é R$ 38 milhões. Aí eu falei: 'então ta bom, paga os R$ 38 milhões e vamos discutir os R$ 60 milhões, não quero um centavo que não seja devido a Cuiabá'. Ele ouviu, limitou-se a dizer que deve R$ 38 millhões. Agora o senhor, mais um vez, vem a público contradizer seu secretário dizendo que não deve nada", acrescentou.

 

Emanuel garante transparência

O prefeito da Capital garantiu que irá provar que a Prefeitura de Cuiabá investe com transparência e responsabilidade todo o recurso público que recebe. "Especialmente nesse momento da covid-19 temos um zelo especial e todo cuidado todo especial com os recursos que vem para a prefeitura municipal de Cuiabá e toda a equipe sabe disso".

 

O gestor citou que recentemente, atendendo uma recomendação do Ministério Público Estadual, criou junto à Controladoria Interna um grupo técnico para revisar todos os recursos destinados à covid-19. "Eu fiz isso. E mais ainda, não só criei o grupo, como também criei dentro do Portal Transparência uma plataforma, um link exclusivo de prestação de contas para a covid-19".

 

Outro lado

Ao , o governo informou, por meio de assessoria, que não irá se manifestar sobre as declarações de Emanuel Pinheiro.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Você acredita na eficácia das barreiras sanitárias implantadas em Cuiabá?

Parcial

Edição digital

Domingo, 12/07/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 18,45 -0,81%

Algodão R$ 93,12 0,03%

Boi a Vista R$ 133,83 0,47%

Soja Disponível R$ 65,00 0,31%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.