Publicidade

Cuiabá, Sábado 11/07/2020

Política de MT - A | + A

reunião com ministro 20.05.2020 | 16h31

Emanuel critica SES e pede testagem em massa em Cuiabá

Facebook Print google plus

Reprodução Facebook

Reprodução Facebook

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), participou nesta quarta-feira (20) de videoconferência com o ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, e cobrou que o governo federal envie mais testes para que a prefeitura possa fazer o manejo da covid-19 em Cuiabá. Emanuel quer testes em massa para a população. Cuiabá é a capital com o menor número de óbitos causados pela doença para cada 100 mil habitantes, mas o coronavírus segue avançando pela Baixada Cuiabana.

 

Emanuel disse que sua fala contou com o apoio dos demais prefeitos de capitais de que é preciso disponibilizar mais testes. “Os testes rápidos a serem disponibilizados para as prefeituras dos grandes centros, especialmente nas capitais, para que possamos fazer o planejamento com mais eficiência do combate ao novo coronavírus”, disse.

 

Leia também - Mauro cobra Emanuel para abrir leitos de UTI em Cuiabá

 

O emedebista quer testar os profissionais de saúde e fazer uma estimativa do avanço da doença na cidade. “Fazer o teste rápido a partir dos profissionais da saúde e depois da população por estimativa, teremos um cenário mais seguro dos casos suspeitos e confirmados da covid-19 daqui pra frente, e possamos projetar ações mais eficazes e objetivas para se combater a propagação da covid-19 na nossa capital”, destacou.

 

Emanuel reclamou do número de testes insuficientes que recebeu da Secretaria Estadual de Saúde (SES). “Para se ter uma ideia, até agora a Secretaria Estadual de Saúde (SES) repassou para Cuiabá pouco mais de 4.500 mil testes rápidos. Não dá nem para atender os funcionários da Secretaria Municipal de Saúde da nossa capital, o que dizer de uma capital com quase 650 mil habitantes”, pontuou o prefeito.

 

Referência em Mato Grosso
O prefeito destacou também o fato de Cuiabá ser referência em Mato Grosso para o tratamento da covid-19. “Só em Cuiabá tratamos de 78 casos confirmados de covid-19 não residente em Cuiabá, que não mora aqui, mas é do interior ou de outros estados. Por isso, precisamos de um apoio maior para podermos planejar com maior eficiência e uma ofensiva nas ações contra o novo coronavírus.E nós estamos muito bem preparados e articulados. Fizemos o dever de casa”, destaca.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Governo federal está liberando R$ 1.045 do FGTS por trabalhador para movimentar a economia. O que você fará com o benefício?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 10/07/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 21,10 0,48%

Algodão R$ 93,44 -0,75%

Boi a Vista R$ 136,00 0,24%

Soja Disponível R$ 61,00 -1,29%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.