Publicidade

Cuiabá, Quinta-feira 27/02/2020

Política de MT - A | + A

Preços mais altos 15.01.2020 | 07h42

Entidade não admite fala de Mauro sobre novo ICMS de MT

Facebook Print google plus

Mayke Toscano Secom-MT

Mayke Toscano Secom-MT

A polêmica envolvento o novo ICMS de Mato Grosso ainda não acabou. A lei já está em vigor e os valores dos produtos foram alterados, mas o governador Mauro Mendes (DEM) reclamou da alteração nos preços e disse que o consumidor é sabido e pode comprar pela internet (em loja de outros estados) se o produto estiver mais caro em Mato Grosso. Diante da fala, a Federação das Associações Comerciais de Mato Grosso (Facmat) lamentou a fala do comandante do Palácio Paiaguás. 

 

A associação representa outra 54 entidades e mais de 18 mil empresas. Em nota, a entidade disse que os empresários de Mato Grosso geram empregos no estado e que por isso merecem respeito por parte do governo. 

 

Leia também - Idade mínima e outros pontos são aprovados em Conselho da Previdência

 

Disseram que ao falar isso o governador acabou incentivando a compra de produtos de fora do estado, o que consideram inadimissível.

 

A entidade disse que trabalha constantemente pelo fortalecimento do comércio local e lembrou da concorrência que as empresas de MT sofrem com as dos estados vizinho e também quanto ao mercado eletrônico. 

 

"É um retrocesso para todo setor produtivo estadual. Os empregos de Mato Grosso não podem ir embora", finaliza o texto. 

 

 

Em sua fala, Mauro disse que não houve aumento do ICMS, o que aconteceu foi a redução dos incentivos fiscais. Jogou parte da culpa a gestão do ex-governador Silval Barbosa, que segundo Mendes, vendia incentivos fiscais, conforme apontado na delação premiada do ex-emedebista. A fala de Mauro aconteceu durante o evento de inauguração da Avenida Parque do Barbado, na segunda (13).  

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

ILDO DA SILVA - 16/01/2020

E FACIL PARA O GOVERNADOR VIR A PUBLICA FALAR O QUE ESTA FALANDO, MAS O POVO PRECISA SABER QUE ESTE CIDADAO FICOU MILIONARIO COM UM MONTE DE INCENTIVO FISCAL SEJA NA ESFERA ESTADUAL COMO NACIONAL, DAI VEM A PUBLICO FALAR DE QUEM TENTA PRODUZIR NESTA ESTADO.

ANTONIO JOAO - 15/01/2020

ACHO QUE AO INVES DE CRITICAR , O GOVERNADOR DEVERIA FAZER UMA REUNIAO COM AS ENTIDADES PARA MOSTRAR COMO CHEGAR AOS CUSTOS CALCULANDO AS NOVAS ALIQUOTAS DO ICMS , AI NINGUEM PRECISARIA COMPRAR DE FORA DO ESTADO

2 comentários

1 de 1

Enquete

Número de delações premiadas significa que MT está sendo passado a limpo?

Parcial

Edição digital

Quinta-feira, 27/02/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,30 -0,52%

Algodão R$ 89,49 -0,54%

Boi a Vista R$ 135,71 -2,37%

Soja Disponível R$ 60,80 -1,14%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.