Publicidade

Cuiabá, Segunda-feira 25/05/2020

Política de MT - A | + A

subestimou 15.03.2020 | 13h31

Epidemia de internet, disse Mourão dias antes de pandemia do coronavírus

Facebook Print google plus
Eduarda Fernandes e Jessica Bachega

redacao@gazetadigital.com.br

Dois dias antes da suspeita de que o presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) poderia estar contaminado com o novo coronavírus e da Organização Mundial da Saúde (OMS) declarar pandemia global por causa da rápida expansão do vírus, o vice-presidente General Hamilton Mourão (PRTB), em visita a Cuiabá, amenizou a crise causada pelo COVID-19. "É a primeira epidemia da internet", declarou em coletiva de imprensa.

 

Na mesma ocasião, Mourão tentou acalmar a população citando o baixo índice de letalidade da doença. "Esse ano no Brasil já morreu muito mais gente de dengue do que de qualquer outra coisa e a gente ainda não conseguiu uma solução efetiva para essa questão do mosquito da dengue. Então eu não vejo com grande preocupação. Existe uma transmissão via rede social de um certo pânico", comentou.

 

Leia também - Cai para 2 o número de casos suspeitos de coronavírus em MT, atualiza Secretaria

 

Mourão destacou que a própria China, país onde o surto teve início e que já registrou mais de 80 mil infectados, apresenta cada dia um número menor de contaminação. A Comissão Nacional de Saúde da China informou nesta segunda (9) o registro de 19 novos casos e 17 novas mortes em decorrência do coronavírus.

 

"Dois meses atrás nós estávamos com o problema da carne. Alguém lembra do problema da carne? O preço voltou ao normal e ninguém anunciou que o preço voltou ao normal. É a mesma coisa que vai acontecer com essa questão do coronavírus. A partir do momento que a China conseguir reequilibrar e se reorganizar e voltar a produzir, ou seja, as pessoas puderem ir trabalhar novamente, porque a produção está caindo porque as pessoas não estão indo trabalhar para não pegarem a doença. A partir do momento que isso ocorrer, a economia volta a subir", disse o vice-presidente.

 

Resultado negativo

Bolsonaro e sua comitiva foram submetidos a exames depois da confirmação da doença no secretário de Comunicação da Presidência, Fabio Wajngarten, que está em quarentena domiciliar, e só retornará ao trabalho quando não houver risco de transmissão da doença. Os exames para coronavírus para todos que o acompanharam deram negativo. A informação foi confirmada por fontes do Planalto nesta sexta-feira (13).

 

MT

Em Mato Grosso há, até o momento, 6 casos suspeitos de coronavírus. Há pacientes sendo monitorados em Araputanga (1), Cuiabá (2), Lucas do Rio Verde (1), Nova Xavantina (1) e Várzea Grande (1). As amostras dos 6 casos suspeitos já se encontram no Laboratório Central do Estado (Lacen) para o início da testagem. A atualização é feita diariamente às 16h pela Secretaria Estadual de Saúde (SES).

 

Recomendações 

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde. O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infeccções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:  

·     Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas;

·     Realizar lavagem frequente das mãos, especialmente após contato direto com pessoas doentes ou com o meio ambiente;

·     Utilizar lenço descartável para higiene nasal;

·     Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;

·     Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;

·     Higienizar as mãos após tossir ou espirrar;

·     Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;

·     Manter os ambientes bem ventilados;

·     Evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença;

·     Evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações.  

 

Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

A constante troca de ministros pelo presidente Jair Bolsonaro compromete a sua gestão?

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 25/05/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 18,90 -1,05%

Algodão R$ 90,32 -0,27%

Boi a Vista R$ 135,70 -0,90%

Soja Disponível R$ 69,50 2,36%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.