Publicidade

Cuiabá, Segunda-feira 26/10/2020

Política de MT - A | + A

Deu em A Gazeta 14.09.2020 | 11h00

Estado caminha para superar 2019

Facebook Print google plus

Mayke Toscano/Secom-MT

Mayke Toscano/Secom-MT

Mesmo em estado de calamidade pública em meio à pandemia do novo coronavírus, os números apresentados pelo Portal Transparência do Tesouro de Mato Grosso apontam que a arrecadação pública do Estado já ultrapassou os seus R$ 20,7 bilhões em valores brutos e R$ 16 bilhões, em valores líquidos, já descontada as transferências obrigatórias que são municípios, educação, saúde, poderes e fundos.

 

A força econômica que o Estado demonstra em 2020 se deve a dois fatores. O primeiro, direto, que é o socorro do governo federal a estados e municípios, aprovados pelo Congresso Nacional para fazer frente à crise do coronavírus e que somará, ao final, mais de R$ 3 bilhões. O Estado já recebeu 4 parcelas de R$ 336,04 milhões, sendo que a última foi paga na sexta-feira, 11 de setembro.

 

A segunda substancial ajuda que provocou alívio para alguns e até crescimento para outros como Mato Grosso vem do agronegócio.

 

Mato Grosso é um dos estados com a maior parte do PIB (Produto Interno Bruto) gerado pelo agronegócio, 65% de R$ 150 bilhões em 2019, o que elevou a alta do ICMS do setor em meio a pandemia, tanto que em julho o Estado arrecadou R$ 37 milhões em ICMS, ante 20,6 milhões em julho de 2019, um alta de 44,3%, segundo matéria da Folha de São Paulo que ainda comparou as receitas de junho que somaram R$ 31 milhões ante R$ 19,7 milhões de 2019, um aumento de 36%.

 

O total de receitas arrecadadas por Mato Grosso em junho em valores brutos, não apenas do ICMS somaram R$ 2.543 bilhões e em julho este patamar atingiu a R$ 2.879 bilhões, ou seja, mais de R$ 300 milhões de diferença entre um mês e outro.

Em abril as receitas somaram R$ 1.985 bilhão brutos e R$ 1.558 líquidos, valores bem aquém da realidade, pois, nos meses anteriores, ela se manteve acima dos R$ 2 bilhões e nos meses subsequentes também.

 

Com isso, se confirmar os mesmos valores arrecadados em 2019, nos meses de setembro, outubro, novembro e dezembro que somaram R$ 12.927 bilhões com o que já foi arrecadado até o momento, Mato Grosso superará os R$ 33 bilhões, ou seja, R$ 3 bilhões mais do que foi arrecadado durante todo o ano passado.

 

Leia mais notícias sobre Política de MT na edição do Jornal A Gazeta

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Com abertura do comércio, bares, igrejas e retomada de festas, você já retomou à rotina?

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 26/10/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 61,00 2,52%

Algodão R$ 125,19 1,55%

Boi à vista R$ 242,24 0,00%

Soja Disponível R$ 161,50 0,31%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.