Publicidade

Cuiabá, Sexta-feira 28/02/2020

Política de MT - A | + A

melhora fiscal 15.01.2020 | 17h47

Estado fecha dezembro com dinheiro no caixa e comemora

Facebook Print google plus

Secom - MT / Christiano Antonucci

Secom - MT / Christiano Antonucci

Governo do Estado de Mato Grosso fechou o mês de dezembro de 2019 com um superávit de R$ 88,432 milhões, resultado de uma arrecadação de pouco mais de R$ 2,233 bilhões dentro do período. O valor é a somatória de tudo que foi arrecadado, considerando o que foi pago no mês.

 

Dados foram divulgados na tarde desta quarta-feira (15) e mostram que o governo vem melhorando a performace fiscal, já que chegou a fechar por diversos meses no vermelho, ou seja, gastando muito mais do que arrecadou. 

 

Em dezembro, o Estado arrecadou R$ 2,233 milhões, valor que foi somado a outros R$ 353,909 milhões, que constavam no saldo da Conta Única no dia 1º daquele mês. Desse valor, o governo utilizou R$ 568,449 milhões para o pagamento dos salários dos servidores ativos, e R$ 529,162 milhões com a folha dos aposentados e pensionistas.

 

Leia também - Entidade não admite fala de Mauro sobre novo ICMS de MT

 

Somente com repasses obrigatórios aos Poderes, referente ao duodécimo, foi pago o valor de R$184,453 milhões. Conforme prevê a lei, ao Tribunal de Justiça foi destinada a quantia de R$ 88,215 milhões; à Assembleia Legislativa o valor foi de R$ 24,365 milhões; ao Ministério Público R$ 35,619 milhões; para o Tribunal de Contas do Estado o valor foi de R$ 23,004 milhões e para a Defensoria Pública o repasse foi de R$ 13,248 milhões.

 

Para as 141 prefeituras de Mato Grosso, no mês de maio, o valor repassado foi de R$ 410,227 milhões. O repasse obrigatório para a Educação (Fundeb) alcançou a quantia de R$ 240,359 milhões, além de R$ 43,082 milhões também de repasse obrigatório. À Saúde, foi destinada a quantia de R$ 109,464 milhões e para o custeio das secretarias de Estado o valor foi de R$ 174,560 milhões.   

 

O Estado também fez o pagamento de dívidas bancárias na quantia de R$ 86,677 milhões. Além desses valores, foi bloqueada judicialmente a quantia de R$ 10,903 milhões e para as contas especiais (Fundo Estadual de Equilíbrio Fiscal de Mato Grosso, Mato Grosso Saúde e MT Prev) foi repassado o valor de R$ 12,598 milhões.

 

Em investimentos, o aporte financeiro foi de R$ 27,233 milhões. Ainda cumprindo os repasses obrigatórios, o Estado repassou ao Fabov (Fundo de Apoio a Bovinocultura de Corte), Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal), Cipem (Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeira do Estado de Mato Grosso) e Detran a quantia de R$ 17,342 milhões.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

REGIS - 15/01/2020

AGORA QUE O ESTDO VAI SOBRAR DINHEIRO NO CAIXA COM O ROUBO DO AUMENTO DA PREVIDENCIA DOS FUNCIUONARIOS PUBLICOS....

1 comentários

1 de 1

Enquete

Número de delações premiadas significa que MT está sendo passado a limpo?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 28/02/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 23,25 -0,21%

Algodão R$ 95,19 -0,05%

Boi a Vista R$ 137,63 0,17%

Soja Disponível R$ 65,20 0,00%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.