Publicidade

Cuiabá, Terça-feira 07/04/2020

Política de MT - A | + A

baixo desempenho 20.02.2020 | 10h06

Estudo mostra Cuiabá como 22º pior capital em situação fiscal

Facebook Print google plus

Chico Ferreira

Chico Ferreira

Com nota 4, Cuiabá está entre as capitais com situação fiscal "fraca", segundo estudo realizado pela consultoria Tendências. Atrás de prefeituras como Campo Grande (MS) e Goiânia (GO), Cuiabá teve analisados dados como endividamento, liquidez e despesa com pessoas entre 2017 e 2019.

 

Segundo o levantamento, que foi divulgado pelo portal G1 nesta quinta-feira (20), apenas 8 prefeituras chegam ao último ano de mandato com uma situação fiscal confortável. Entre os problemas encontrados na maioria das capitais - e que rebaixaram a nota - estão o baixo gasto com investimento e na elevada despesa com folha de pagamento.

 

Leia também - Jayme Campos recebe representação contra Flávio Bolsonaro

 

 

A capital de Mato Grosso, que teve nota 4, ficou em 22º lugar entre as 27 capitais. Os indicadores analisados foram endividamento,  poupança corrente, liquidez, resultado primário, despesa com pessoal e encargos sociais e investimentos, entre 2017 e 2019. As cidades com boa capacidades fiscal obtiveram nota 6 ou acima. Já os municípios com a nota muito boa, ficaram acima de 8.   

 

Apesar do baixo desempenho na classificação geral, Cuiabá se destacou no quesito taxa de investimento, ficando em quinto lugar. Atrás de Boa Vista (RR), Manaus (AM), Rio Branco (AC) e Teresina (PI), a capital mato-grossense aplicou 8,35% do orçamento do primeiro semestre de 2019 em investimentos.

 

Outro lado

Em relação ao estudo realizado pela consultoria Tendências, a prefeitura de Cuiabá enviou a seguinte nota.

"- O município ainda não transmitiu os dados definitivos da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), referente ao exercício de 2019, à Secretaria de Tesouro Nacional (STN).

- Dessa forma, especificamente sobre Cuiabá, o estudo abrange apenas dados relativos ao período de 2018.

- Destaca que as projeções internas apontam melhorias significativas nos indicadores de gestão fiscal.

- Reforça que os balanços financeiros passam periodicamente pelas análises dos órgãos de controle externo (TCE, TCU e STN).

- Por fim, o município aguardará a análise oficial dos indicadores pela STN para fazer um comparativo com os resultados do estudo".

 

Confira o ranking

 Reprodução/G1

Fragilidade das contas públicas

 

 

 

 

 

 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

A cloroquina está liberada para o tratamento dos pacientes do coronavírus no Brasil, mas a polêmica continua

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 07/04/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 18,90 -0,53%

Algodão R$ 92,96 -0,76%

Boi a Vista R$ 138,00 0,00%

Soja Disponível R$ 64,60 -0,15%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.