Publicidade

Cuiabá, Domingo 12/07/2020

Política de MT - A | + A

fora de foco 02.06.2020 | 11h52

Governador acusa Emanuel de falsificar balanço de contas

Facebook Print google plus

João Vieira

João Vieira

A briga entre o governador Mauro Mendes (DEM) e o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) ganha um novo capítulo. Agora o chefe do Executivo estadual acusa o emedebista de falsificar balanço com as contas da Prefeitura de Cuiabá. A revelação ocorreu em coletiva para entrega de ambulâncias, na manhã desta terça-feira (2).


Leia também -Juiz nega pedido de Emanuel para adiar apresentação de defesa em ação que é réu

 

Mais cedo, Emanuel Pinheiro afirmou que Mendes deixou a prefeitura com dívidas de R$ 65 milhões. Questionado sobre a pendência, Mendes se irritou e negou a pendência.


“Vê como está o restos a pagar que esse cara deixou. Aliás, vou falar outra coisa agora, eu vi uma denúncia assinada pelo vereador Marcelo Bussiki de que o prefeito falsificou o balanço de 2019. Marcelo Bussiki assinou essa denúncia. Ele não quer confusão?”, revelou o governador.


Na avaliação do democrata, as acusações feitas pelo prefeito visam somente tirar o foco da questão central, que é sobre as Unidades de Terapia Intensiva (UTI) que deveriam estar disponíveis para pacientes de covid-19 na capital. Sobre a questão, Emanuel disse, anteriormente, que os leitos que deveriam ir para o Pronto Socorro Municipal (PSMC) serão instaladas no Hospital Municipal São Benedito.


“É lamentável, chega a ser triste uma cidade como Cuiabá ter um prefeito como o que temos hoje. Que mente o tempo todo, que joga palavras ao vento e que não discute dados ou números. O que o governo quer saber é o seguinte: cadê as UTI’s novas que o prefeito montou em Cuiabá? Como não montou UTI nenhuma, ele fica jogando factóides. Conversa fiada aqui, acolá”, disparou o governador.


Na entrevista coletiva, Mauro Mendes ainda convidou o prefeito a visitar a Santa Casa e o Hospital Metropolitano de Várzea Grande para conhecer os novos leitos.

 

Outro lado

O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro afirmou que “a quem acusa cabe o ônus da prova”. Reitera que suas contas foram aprovadas em 2017 pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE). Quanto as contas de2018, já receberam parecer favorável da Corte, que ainda irá apreciar a documentação referente ao ano de 2019.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Você acredita na eficácia das barreiras sanitárias implantadas em Cuiabá?

Parcial

Edição digital

Domingo, 12/07/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 23,10 0,43%

Algodão R$ 91,25 0,19%

Boi a Vista R$ 136,95 0,70%

Soja Disponível R$ 61,80 -0,32%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.