Publicidade

Cuiabá, Quinta-feira 24/09/2020

Política de MT - A | + A

CRISE DEMOCRATA 04.08.2020 | 13h19

Irmãos Campos selam apoio a Nilson Leitão para o Senado

Facebook Print google plus

Jayme Waldemir/Agência Senado

Jayme Waldemir/Agência Senado

Parte do Democratas (DEM) confirmou o apoio à candidatura de Nilson Leitão (PSDB) ao Senado em 15 de novembro deste ano. Em reunião na manhã desta terça-feira (4), a cúpula estadual bateu o martelo na indicação do ex-governador Júlio Campos (DEM) como primeiro suplente.  

 

A segunda suplência ficará sob indicação do senador Wellington Fagundes, que também garantiu apoio do PL ao projeto tucano.   De acordo com o senador Jayme Campos (DEM), a reunião contou com a presença dos irmãos Campos e o deputado estadual Dilmar Dal Bosco (DEM).

 

"Nós vamos levar esse assunto para aos demais membros do partido. Mas independente disso, nós já decidimos que vamos apoiar Nilson Leitão, porque achamos que é o melhor candidato para Mato Grosso", disse Jayme em entrevista ao jornal do Meio Dia da TV Vila Real.  

 

Leia também - Presidente de Federação de tiro é interrogado em delegacia

 

Jayme elogiou a trajetória de Leitão como prefeito e deputado federal, o que teria dado experiência para que ele possa representar o Estado.   Sobre uma possível preferência do governador Mauro Mendes (DEM) ao nome de Carlos Fávaro (PSD) para a disputa, Jayme acredita que não haverá racha dentro da sigla.  

 

"Nós não temos nenhum vínculo com senador Fávaro, nós disputamos uma eleição juntos dentro de uma coligação. E isso não me satisfez. Por isso, eu acho que o Nilson é o melhor candidato. Não significa que estamos em confronto com o governador. Ele só não foi comunicado de antemão, porque se encontra internado em São Paulo para tratar de uma pneumonia", explicou.  

 

Com a definição, Júlio Campos já comunicou ao presidente da estadual da sigla, Fábio Garcia (DEM) sobre a decisão.  Garcia convocará uma reunião da direção estadual para levar o nome do Nilson para oficializar ou não este apoio.  

 

"É uma decisão pessoal minha, do Júlio e do deputado Dilmar Dal Bosco. E o deputado Botelho já disse que, caso o vice-governador Otaviano Pivetta (PDT) recue, ele também apoiará Nilson Leitão ao Senado", completa Jayme.  

 

A decisão da ala liderada pelos irmãos Campos deverá gerar uma crise interna dentro do governo Mauro Mendes (DEM).   Isso porque parte do staff do democrata já teria aderido à campanha do senador interino Carlos Fávaro. O próprio governador não esconde a simpatia pelo nome de Fávaro.  

 

Tanto que a preferência gerou uma crise entre Mendes e Pivetta, que tem se sentido preterido pelo governo. Aliados de Pivetta dizem que o governo tem 'segurado' projetos para favorecer às emendas de Fávaro.  Apesar da crise, o Palácio Paiaguás nega qualquer desentendimento.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Efa Forte - 05/08/2020

Sou mais Dorileu Leal para o senado.

Aroldo Nunes - 04/08/2020

Medeiros melhor opção. E a favor da Prisão Segunda Instancia a favor da Lava Jato

2 comentários

1 de 1

Enquete

Onze candidatos disputam o Senado, você acha que o número amplia o leque de propostas ou mostra a desunião da classe política?

Parcial

Edição digital

Quinta-feira, 24/09/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,15 -0,25%

Algodão R$ 93,93 0,54%

Boi a Vista R$ 131,17 -0,02%

Soja Disponível R$ 63,80 -2,74%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.